Cuiabá, 13 de Dezembro de 2017

EM MATO GROSSO

Quarta-feira, 11 de Outubro de 2017, 11h:31 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Dívidas da Era Silval atrapalham quitação salarial de servidores

Da Redação

(Foto: Reprodução)

secretário Max Russi.jpg

 

O secretário chefe da Casa Civil, Max Russi (PSB), admitiu dificuldades para quitar 100% da folha salarial dos servidores públicos até nesta quarta-feira (11).

 

Conforme o deputado, Mato Grosso depende da arrecadação de impostos e repasses do Governo Federal para quitar a folha. Ele afirma que a gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) é um dos principais fatores para colocar a administração de Pedro Taques (PSDB) em situação caótica.

 

Em uma reportagem publicada no site do Gabinete de Comunicação (Gcom-MT), o Estado informou que o pagamento daria continuidade na terça-feira (10).

 

A partir das 14 horas, os trabalhadores receberam os aposentados e pensionistas, e, depois das 19h, começaram a ser creditados os valores nas contas do pessoal da Secretárias de Educação, Saúde e Segurança e na quarta-feira (11), até o final do dia, o Executivo finaliza o pagamento aos demais servidores.

 

Pagamentos

Com 78% dos pagamentos liquidados, a folha soma R$ 461,54 milhões.

 

Diante da situação, o Governo optou por efetuar o pagamento aos servidores que compõem as áreas prioritárias das políticas públicas desta gestão.

A folha das três secretarias chega a casa dos R$ 215,202 milhões.

 

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Novembro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br