Cuiabá, 19 de Agosto de 2018

REGIÃO METROPOLITANA

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2017, 13h:12 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Malheiros e Curvo selam pacto entre legislaturas por melhorias conjuntas

Da Redação

(Foto: Secom/Câmara de VG)

Câmara- Chico Curvo- VG.jpg

 

Nesta última quinta-feira (25) os dois presidentes da Câmara municipal da região metropolitana - o vereador Justino Malheiros (PV-Cuiabá) e vereador Chico Curvo (Várzea Grande-PSD) -, se reuniram para criar uma pauta conjunta de reivindicações para as duas maiores arrecadadoras de ICMS do Estado. A reunião foi na Câmara da Cidade Industrial.

 

A ideia é propor um pacto entre o legislativo cuiabano e várzea-grandense, que resulte em força para as duas Casas de Leis, dando musculatura nas cobranças ao governo do estado e na bancada federal para efetivar melhorias para os municípios que integram a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá.

 

Além de ações mais pontuadas como a situação que se encontra a Saúde nos dois municípios, ainda com enormes filas de espera na regulação dos pacientes do SUS que necessitam de atendimento emergencial.

 

Outra pauta que deve entrar na agenda conjunta das duas câmaras será a luta pela retomada das obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). De acordo com o presidente da Mesa Diretora da Câmara da Capital, Justino Malheiros, esta luta, aliás, 'deveria ser abraçada por todos os poderes, pois a paralisação das obras trouxe grandes prejuízos à população, principalmente aos comerciantes como os da Avenida da FEB'.

 

O modal de transporte, que foi idealizado para a Copa do Mundo em 2014, está há dois anos parado e já consumiu mais de R$ 1 bi e longe está de ser concluído.

 

Outra situação que foi debatida - com a presença dos parlamentares de Várzea Grande -, foi a precariedade no atendimento do sistema único de saúde. Os vereadores Chico Curvo e Malheiros criticaram, inclusive, duramente a entrega de ambulâncias para os municípios feita pela Assembleia Legislativa e pelo governo do Estado, ainda em dezembro, sob a justificativa que esta é uma ação que só minimiza o problema, mas não o soluciona. 

 

Justino ainda vai mais longe ao revelar que o sistema de saúde precisa de reestruturação imediata para atender a demanda que cresce a cada dia. Porém, diz Malheiro, que ele entende 'que a intenção dos deputados era minimizar o sofrimento dos moradores destas cidades contempladas com as ambulâncias, porém não podemos esquecer que o Pronto Socorro de Cuiabá e o de Várzea Grande já atendem acima de sua capacidade", destacou.

 

Na reunião entre os presidentes das duas Casas de Leis ainda foi levantada a proposta de criar alternativas que sejam capazes de atrair mais investidores e minimizar os efeitos da crise nas duas maiores cidades de Mato Grosso.

 

Curvo - presidente da Câmara de VG - disse ao final do encontro, da importância deste pacto entre as duas legislaturas municipais sob o ponto de vista que a população da região metropolitana têm necessidades e sonhos em comum.

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. julho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br