Cuiabá, 21 de Outubro de 2017

'QUADRILHÃO'

Sábado, 12 de Agosto de 2017, 11h:29 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Fachin nega incluir Temer em inquérito sobre PMDB

Opinião e Notícia

(Foto: Reprodução)

fachin_e_temer-.jpg

 

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin rejeitou a inclusão do presidente Michel Temer no inquérito que apura se membros do PMDB da Câmara dos Deputados cometeram o crime de organização criminosa.

 

O pedido, que recebeu o aval do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi feito pela Polícia Federal. Fachin considerou, entretanto, a medida “desnecessária”, uma vez que o presidente já é investigado por organização criminosa em um outro inquérito, que também apura o suposto crime de obstrução da Justiça.

 

Além de rejeitar a inclusão de Michel Temer, Edson Fachin também negou o pedido da PF para incluir no mesmo inquérito o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e secretário-geral da Presidência da República, Moreira Franco.

 

A Polícia Federal agora tem 15 dias para concluir as investigações no inquérito sobre a suposta organização criminosa do PMDB na Câmara, o chamado “quadrilhão”. Em seguida, a PGR receberá o caso e deverá decidir se apresenta ou não denúncia ao STF.

 

Michel Temer também é investigado em um terceiro inquérito, em que foi denunciado pelo crime de corrupção passiva. Como a Câmara dos Deputados rejeitou a denúncia, o inquérito ficará suspenso no STF até o fim do mandato do atual presidente.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

MATÉRIAS RELACIONADAS


Edição Atual

Ed. Setembro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br