Cuiabá, 17 de Agosto de 2019

VOLTA AO MUNDO
Quarta-feira, 22 de Maio de 2019, 11h:00

PROPAGANDA DA CHINA

Como a máquina retrata a guerra comercial com os EUA

BBC - Brasil

AFP

China
Direito de imagemAFP
Image captionSegundo a televisão chinesa, o país vive uma "guerra do povo"

A máquina de propaganda chinesa mais uma vez se organiza para contrapor os Estados Unidos.

Depois de dias de silêncio desde que o presidente americano, Donald Trump, impôs tarifas a US$ 200 bilhões em produtos da China, os meios de comunicação do país asiático - controlados pelo Estado - começaram a responder na semana passada com uma incomum campanha contra a guerra comercial com Washington.

Em uma série de editoriais e artigos de opinião, os jornais e emissoras de TV passaram a recordar o histórico passado chinês para assegurar que o país resistirá, uma vez mais, a pressões, à "avareza" e à "arrogância" americanas.

"Toda a China e seu povo estão sendo ameaçados", disse editorial publicado na agência Xinhua e no Diário do Povo, "porta-voz" do Partido Comunista. "Para nós, isto é uma verdadeira 'guerra do povo'."

Outra declaração lida no noticiário da emissora CCTV dizia que a China "lutaria por um novo mundo" e superaria o impacto econômico da disputa. "Depois de 5 mil anos de vento e chuva, a que a nação chinesa não resistiu?", questionava o locutor.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE