Cuiabá, 19 de Agosto de 2018

BLEFAROPLASTIA

Domingo, 07 de Maio de 2017, 11h:02 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Cirurgião plástico fala dos benefícios da Blefaroplastia, a plástica ocular para corrigir falhas estéticas e funcionais

Bruno Zimmermann explica que o método é indicado para correção da flacidez muscular e da pele, além das bolsas de gordura

Da Redação

blefaroplastia1.jpg

 

A pele em excesso e as bolsas que se formam nas pálpebras são sinais de envelhecimento da pele facial. A Cirurgia da Pálpebra, cujo nome técnico é Blefaroplastia, é um procedimento de cirurgia plástica criado para corrigir problemas estéticos e funcionais.

 

O cirurgião plástico Bruno Zimmermann explica que a Blefaroplastia é indicada para correção da flacidez muscular e da pele, além das bolsas de gordura. Entretanto, esta cirurgia não removerá os pés de galinha, nem eliminará as olheiras e também não tem a capacidade de elevar as sobrancelhas. Para a elevação das sobrancelhas, outras técnicas precisariam ser associadas (lifting de sobrancelha, botox para os pés de galinha e preenchimento para olheiras).

 

No entanto, Zimmermann frisa que muitos resultados dependem do encontrado em cada paciente. Segundo ele, um ponto importante, às vezes não valorizado, é a posição da sobrancelha. A cirurgia da pálpebra superior depende muito da posição desta. “Com o passar dos anos ocorre queda da cauda da sobrancelha, acumulando pele do lado lateral da pálpebra, e muitas pessoas acham que com remoção de pele da pálpebra isso vai se resolver”, diz.

 

O cirurgião conta que para solucionar este problema é necessário levantar a cauda da sobrancelha ou por corte dentro do cabelo ou localmente na sobrancelha. “Com esta em posição, além da melhora do aspecto da região periorbital, a ressecação de pele da pálpebra se torna menor.  Então a posição da sobrancelha rege toda a conduta na pálpebra superior”, diz.

 

Zimmermann afirma ainda que a cirurgia de pálpebra e do lifting de sobrancelha é realizada em regime ambulatorial, o que significa que a internação não é necessária. A cirurgia de pálpebra normalmente é executada com anestesia local, que anestesia apenas a área ao redor dos seus olhos. É aplicada juntamente com sedativos orais ou intravenosos. “A Blefaroplastia leva normalmente em torno de 90 minutos, se associado lifting de sobrancelha 120 minutos”, diz.

 

Num procedimento típico, o cirurgião marca o trecho de pele das pálpebras superiores que serão retirados, mantendo a cicatriz escondida na dobra da pele da pálpebra. Uma porção da pele em excesso é retirada e caso necessário também os bolsões de gordura. Na pálpebra inferior, as suturas são realizadas a cerca de 2 mm da margem ciliar para que futuramente a cicatriz fique quase imperceptível.

“A Blefaroplastia pode melhorar sua aparência e aumentar sua autoconfiança”, reforça.

 

Pós-operatório

 

Sendo a pele das pálpebras de espessura muito fina, as cicatrizes tendem a ficar praticamente disfarçadas nos sulcos da pele. Pela sua localização, são passíveis de serem disfarçadas com uma maquiagem leve, desde os primeiros dias (filtro solar com coloração bege).

O edema (inchaço) dos olhos varia de paciente para paciente. Existem pacientes que já no 4º ou 5º dia apresentam-se com um aspecto bastante natural. Outros apresentam intenso edema e grandes hematomas no local.

 

Mesmo assim, os três primeiros dias do pós-operatório são aqueles em que existe maior “inchaço” das pálpebras. O uso de óculos escuros poderá ser útil nesta fase, assim como a utilização de compressas geladas para diminuir a intensidade do edema. Cubos de gelo feitos com chá de arnica podem auxiliar na recuperação pós-operatório.

 

O uso de um bloqueador solar para as pálpebras deverá ser utilizado diariamente a partir do 3º dia, e frequentemente renovado ao longo do dia. “As pálpebras podem apresentar a sensação de estarem secas e os olhos podem arder um pouco ou coçar”, explica.

Zimmermann diz ainda que nas primeiras semanas sintomas como sensibilidade à luz e mudanças temporárias da visão, como visão dupla e um leve escurecimento, podem aparecer. “Todas essas sensações voltarão ao normal ao fim de algumas semanas, e não acontecem sempre, mas sabemos de antemão que podem acontecer e que são temporárias. Os pontos só serão removidos a partir de sete dias. O edema e as equimoses (manchas roxas), se existirem, melhorarão no decorrer dos dias”.

 

Dica: A alimentação é livre depois da cirurgia, mas prefira alimentação mais leve e saudável. Evite, pelo menos na primeira semana do pós-operatório, contato direto com sol, vento, frio e calor intenso (fogão). Dependendo do seu caso e evolução, as atividades normais poderão ser liberadas após 3 a 4 dias. Evite atividades que exijam esforço.

 

 

saude 1.png

Com a idade a pele estende-se, os músculos enfraquecem e a gordura se acumula causando bolsas em cima e abaixo dos olhos

 

saude  2.png

Antes da cirurgia, o cirurgião faz a marcação das incisões a serem feitas

 

saude 3.png

 O excesso de pele, gordura e músculo é removido 

 

saude 4.png

Incisão transconjuntival.

A gordura é removida por dentro sem remoção de pele e sem incisão externa

 

saude 5.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Os pontos são retirados. As cicatrizes resultantes são temporárias

 

 

Bruno Zimmermann

 

Bruno Zimmermann é cirurgião plástico e atende na Clínica Frémissant, na Rua Baurus, Lote 06, Quadra 03, Condomínio Alphaville, bairro Jardim Itália.
Telefone para contato (65) 3653-6320 ou 3653-3361.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. julho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br