Cuiabá, 13 de Novembro de 2018

INTERMAT

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018, 15h:52 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Vereador deve deixar partido após aceitar compor secretariado de Taques

Da Redação

(Foto: Câmara de Vereadores/Cuiabá)

ex-vereador -Cuiabá - Diego Guimarães.jpg

 

A saída de Diego Guimarães da Câmara de Vereadores para assumir a presidência do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) tem gerado muita polêmica.

 

O presidente estadual do Partido Progressista, deputado federal Ezequiel Fonseca, afirmou nenhum integrante do partido está autorizado a aceitar cargos do governador Pedro Taques (PSDB) e convidou o parlamentar a deixar o partido.

 

“Temos problemas desde o início, ele não tem ouvido a orientação do partido e vez ou outra temos problemas”, disse, relembrando a divergência com o fato de Guimarães, por exemplo, ser o único progressista a não compor a base de apoio ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

 

“O correto de um bom partidário é seguir as orientações partidárias. (...) Ele não tem nosso aval, não tem nossa autorização. É uma conta e risco próprios. Somos oposição ao governo Pedro Taques e não é de hoje", declarou durante entrevista à Rádio Capital.

 

Como saiu de licença da Câmara para virar secretário estadual, assume a cadeira de Diego um outro apoiador de Emanuel, Demilson Nogueira.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br