Cuiabá, 21 de Outubro de 2018

TOTAL DE R$ 337,3 MI

Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018, 14h:57 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Deputados elevaram em até 169% seus patrimônios nestes últimos 4 anos

Da Redação

Foto: (Reprodução/Web)

assembleia

 

Análise do ao Tribunal Regional Eleitoral mostra um crescimento de 169% nos patrimônios dos deputados estaduais que buscam as reeleições e que registraram suas candidaturas no órgão e, no ato, realizaram sua declaração de bens.

 

A análise trabalhou com a comparação dos bens declarados nos registros de candidaturas passadas, em 2014, ano em que foram eleitos.

 

Dentre os 24 deputados estaduais, Mauro Savi (DEM) está preso e junto com Zé Domingos Fraga (PSD), Baiano Filho (PSDB) e Ademir Brunetto (PSB) não disputarão as eleições deste ano.

 

Os parlamentares declararam neste ano um total de R$ 337,3 milhões, já em 2014 foram R$ 130,5 milhões. O dono do maior patrimônio é o deputado Zeca Viana (PDT) com R$ 255,6 milhões, tendo aumentado seus bens em 179% nos últimos três anos e meio.

 

Ele declarou nove terrenos avaliados em R$ 20 milhões, R$ 27 milhões, R$ 11 milhões, R$ 1 milhão, R$ 14 milhões, R$ 9 milhões, R$ 41 milhões, R$ 16 milhões e R$ 12 milhões. Além de ser dono de quotas de capital de R$ 26 milhões e R$ 8 milhões, ter crédito decorrente de empréstimo de R$ 31 milhões e R$ 23 milhões, como também outros bens e imóveis.

 

Romoaldo Júnior (MDB) é o parlamentar com o menor patrimônio, em 2014, ele declarou R$ 260 mil em bens. Já neste ano, apenas R$ 87,4 mil em quotas de capital, cerca de 60% a menos. 

 

Leonardo Albuquerque (SD), candidato à Câmara Federal, é médico com base em Cáceres (a 250 km de Cuiabá) e tem um patrimônio de R$ 419 mil. Em 2014 eram R$ 146 mil.

 

Dilmar Dal Bosco (DEM), de Sinop, teve um acréscimo de 865% desde as últimas eleições. Em 2014, ele havia declarado um patrimônio de R$ 2,3 milhões e agora tem R$ 22,2 milhões.  

 

O democrata declarou aplicações e investimentos maior que R$ 8 milhões, além de bens e imóveis, veículos, terrenos, entre outros.

 

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) havia declarado R$ 7,9 milhões em bens nas eleições de 2014 e neste ano R$ 6,6 milhões. Dentre os bens declarados estão, apartamentos avaliados em R$ 950 mil e R$ 20 mil, um prédio comercial de R$ 450 mil, um crédito de empréstimo de R$ 1,4 milhão

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Setembro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br