Cuiabá, 28 de Novembro de 2020

LIVE
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2018, 07h:22

ELEIÇÕES 2018

Nesta segunda a ex-senadora Serys é a convidada da Live do Única News

Da Redação

(Foto: Arquivo/Marcus Mesquita)

Serys -Marcus Mesquita.jpg

 

Na Live desta segunda-feira (27), do Site Única News, vamos conversar com a nossa eterna senadora Serys Shessarenko. Afinal, foi primeira e única mulher a ocupar a cadeira de senadora por Mato Grosso, de 2003 a 2011.

 

Com um currículo invejável, Serys foi fundadora do PT no Estado, secretária municipal de Cuiabá e estadual de Educação. Em 1990, deputada estadual, sendo reeleita duas vezes consecutivamente. Assim no Parlamento estadual de 1991-1999. Depois concorreu sem sucesso à prefeitura de Cuiabá em 1988 e 2000. 

 

Nestas eleições Serys disputa uma vaga como candidata a deputada federal pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB). E com uma bagagem de 20 anos de atuação política, esta é uma mulher que definitivamente pode usar a própria história para mostrar ao eleitor que seu nome impõe respeito e, sobretudo, que pode realizar muito em favor da população mato-grossense.

 

Mas há algumas preciosidades que valem a pena lembrar sobre Serys, como viver tão somente da aposentadoria de professora da UFMT, após recusar a aposentadoria como parlamentar por considerar “legal, mas imoral”. 

 

Como senadora, representou o país em muitos eventos com temática em defesa dos direitos das mulheres e do meio ambiente, como o Seminário Internacional “Os Direitos Políticos das Mulheres na América, realizado na Cidade do México em 2003 e na Conferência Internacional sobre Mudanças Climáticas da ONU, realizada em Copenhague, na Dinamarca em 2009.

 

De sua atuação no Senado surgiram Projetos de Lei de sua autoria, como a tipificação da Lei 12.850/2013, que diz respeito ao Crime Organizado.

 

Pois é de Serys Slhessarenko a lei conhecida como “Delação Premiada”, que deu origem às investigações da Operação Lava Jato, executada pela Polícia Federal. 

 

Mas há várias outras leis que são de sua autoria como Luz para Todos em Mato Grosso, Dia da Mulher Negra, punição por discriminação a portadores do vírus HIV, isenção de taxa de inscrição em concursos para cargos públicos são só alguns de seus feitos.

 

Das participações nas várias comissões no Senado saíram Projetos de Lei em que foi relatora, como exemplo, o Projeto de Lei 12.711/2012 que regulamentou as cotas no ensino público superior e proporcionou a inclusão de estudantes pretos e pardos no ambiente universitário. 

 

Como resultado, o aumento de 11% em 2012 para 30% em 2016 de alunos declarados negros e pardos matriculados em cursos de graduação no Brasil, de acordo com pesquisa do Instituto

Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

 

Ainda como relatora, Serys também participou do Projeto de Lei 11.664/2010, que assegura a realização dos exames periódicos de prevenção ao câncer de mama e colo de útero pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE