Cuiabá, 21 de Agosto de 2018

LIVE DO ÚNICA

Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017, 12h:12 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Mesmo com negociações avançadas com o DEM, Garcia ainda estuda outros convites

Wellyngton Souza / Única News

(Foto: Roger Perisson)

fábio garcia

 

O deputado federal, Fábio Garcia, apesar das negociações já bem avançadas para migrar para o DEM após deixar o PSB no último mês, declarou na Live do Única News, na manhã desta sexta (17), que a decisão só deve ser tomada de forma coletiva. 

 

O deputado disse ainda que está dialogando com outras coligações entre elas, PR, PP, PSB, PSDB e não descartou ainda a possibilidade de estudar as propostas que o PV e o Podemos ofereceram. 

 

“Estamos dialogando de forma coletiva ainda. A decisão não será somente minha, pois somos um grupo político e temos que analisar as outras propostas. Assim como nenhuma está definida, outras não estão descartadas. Tudo tem seu tempo e estamos em processo de diálogo. O que cabe a min depois de tantas conversas é apresentar ao grupo. Cada partido veio com algumas possibilidades para o nosso grupo e vamos decidir de forma conjunta”, disse. 

 

Além da possibilidade de migrar para o DEM ,após diversas conversas com grandes nomes do partido, como do ex-senador, ex-prefeito de Várzea Grande, Jayme Campos e do ex-governador Júlio Campos, Garcia pode garantir o comando da legenda, como presidente estadual da sigla. 

 

Inclusive, a antiga cúpula formada do PSB, com o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes e o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, já devem migrar para os democratas. E ainda os deputados estaduais Mauro Savi e Adriano Silva, o deputado federal, Adilton Sachetti, o secretário da Casa Civil, Max Russi e alguns prefeitos que  também demonstraram descontentamento com a atual sigla e podem segui-lo, saindo em debandada do partido socialista.

 

A inusitada entrada do deputado federal peemedebista, Valtenir Pereira para presidir a sigla e assumindo a presidência do partido em junho deste ano, acabou causando descontentamento na maioria, se não de todos, os integrantes do grupo. Que definitivamente não aceitaram que Valtenir saísse de um outro partido e 'caísse de paraquedas' no PSB e já como presidente da sigla em Mato Grosso. 

 

“Tudo que aconteceu no PSB afetou a todos do nosso grupo e eu me sinto responsável por tentar encontrar um caminho confortável aos meus colegas, pois eu sempre disse que não iria abandonar nosso grupo político. É verdade que as conversas com o DEM tenham avançado bastante. O partido está em um bom momento, tem tudo para se tornar uma das principais forças políticas do país. Infelizmente em política existe muita fofoca”, declarou.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. julho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br