Cuiabá, 21 de Outubro de 2018

'NÃO TEM MEU APOIO'

Sexta-feira, 24 de Agosto de 2018, 16h:51 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Dr. Leonardo diz que foi enganado para assinar a PEC da Unemat

Luana Valentim
Da Redação

(Foto: Karen Malagoli/ALMT)

dr. leonardo.jpg

 

Após o deputado estadual, Ademir Brunetto (PSB), apresentar um Projeto de Emenda Constitucional na Assembleia Legislativa, pedindo a revogação de repasses automáticos - vinculado ao Governo do Estado para a Universidade do Estado de Mato Grosso, dois parlamentares que, até então haviam assinado o documento, solicitaram junto a Mesa Diretora da Casa, a retirada de suas assinaturas. A deputada emedebista Janaina Riva, já havia declarado que irá trabalhar contra a PEC na Casa, junto com toda a oposição do governo.

 

A proposta de Brunetto apresentada no último dia 7 de agosto - e que contou com o apoio de outros 17 colegas no Legislativo -, revoga a Lei 66/2013, que garantia o repasse automático de 2% da Receita Corrente Líquida do Estado, acrescido anualmente de 0,1%. Chegando agora em 2018 com um índice de 2,5%, teto garantido pela Emenda. Na época, em 2013, quando foi aprovada, a Emenda foi comemorada por professores e alunos por reforçar a qualidade do ensino superior público no Estado.

 

Este reforço monetário deverá impactar em breve os cofres da universidade, já que em 2017, o valor repassado pelo Estado à instituição foi de R$ 12 milhões por mês.

 

Porém, os deputados estaduais Dr. Leonardo (SD) e Valdir Barranco (PT) solicitaram a retirada de suas assinaturas na PEC.

 

Em nota, o Dr. Leonardo explica, que o seu apoio a lei que prejudica a Unemat se trata, na verdade, de fake News. Ele relata que tentaram lhe enganar para poderem colher a sua assinatura.

 

“Colocaram essa PEC no meio dos documentos para criação do curso de Medicina Veterinária para eu assinar, mas assim que li o texto retirei a minha assinatura, com documento e no mesmo dia. Portanto, essa PEC foi protocolada sem o meu apoio”, declarou.

 

Ele garantiu ainda que é duramente contra essa PEC e que irá lutar para impedir que ela seja aprovada.

 

Já na última terça-feira (21), o deputado Valdir Barranco solicitou a Mesa Diretora da Casa que a sua assinatura seja retirada o mais rápido possível da PEC.

 

O jurista e escritor, Eduardo Mahon já tinha se posicionado na última terça-feira (21), em vários grupos de WhastApp - em particular - dos jornalistas e artistas, mostrando toda a sua indignação contra a PEC.

 

“A Unemat tem direito a 2% dentro do orçamento do Estado de Mato Grosso, que no final das contas, nunca na história foi passado integralmente. Com 14 campi está fazendo uma revolução no interior, a mesma que se fez na década de 70 com a instalação da UFMT”, destacou.

 

Nesta quarta-feira (22), em entrevista ao Site única News, Mahon se posicionou contra a PEC e pontuou que ela vai sucatear a Unemat 'e tudo por uma questão política'. Ele destacou ainda, a importância da universidade que é vocacionada para Mato Grosso, o que nem mesmo o Exame Nacional do Ensino Médio vem propondo aos estudantes, pois nacionalizou as questões aplicadas nas provas. Ainda lembrou da época em que a Universidade Federal foi fundada em Mato Grosso, em 1970, e que foi uma grande revolução. E que após 30 anos de existência ainda não teria conseguido se interiorizar, não na dimensão que queria e precisava.

 

“É de uma burrice brutal. E esse projeto é meio que chantagista, porque quem está assinando isso, na verdade está chantageando a Unemat para ir para as cidades de interesse dos próprios políticos. Então é cruel, é um negócio safado. Se pudéssemos criminalizar, iriamos fazer isso”, relatou.

 

Depois de falar com o Site Única News, Mahon ainda voltou aos grupos e ainda por meio de suas redes sociais. Instagram e Facebook, com uma petição popular para colher assinaturas contra o projeto de Bruneto.

 

Nota:

Olá, meus amigos, a campanha eleitoral mal começou e já começaram a me atacar com mentiras, calúnias e difamação. Fazem isso porque não podem falar mal do meu bom trabalho como deputado estadual, sempre em defesa de Cáceres e de toda população mato-grossense. 

 

Dessa vez, afirmaram que eu apoio uma lei prejudicar a Unemat. Isso é MENTIRA! É FAKE NEWS! 

 

Essa PEC existe, mas não tem meu apoio. Tentaram me enganar para colher minha assinatura e me prejudicar. 

 

Colocaram essa PEC no meio dos documentos para criação do curso de Medicina Veterinária para eu assinar, mas assim que li o texto retirei minha assinatura, com documento e no mesmo dia. Portanto, essa PEC foi protocolada sem o meu apoio. 

 

E digo mais, sou duramente contra essa PEC e lutarei para impedir que ela seja aprovada. 

 

Sou parceiro da Unemat. Consegui apoio da Empaer, do Pró-hortas, liberação de recursos e trabalho para criação do maior programa de assistência estudantil já imaginado em Mato Grosso. 

 

Meus amigos, fiquem atentos. Como sou candidato a deputado federal, como tenho muito trabalho prestado e como sou reconhecidamente ficha limpa, meus adversários vão apelar para mentiras, fake News, para golpes baixos. Cuidado com essas pessoas, pois quem faz isso só pode estar mal intencionado. 

 

Um abraço do seu amigo, Dr. Leonardo, o federal do povo!

 

Foto: (Reprodução/Web)

Pec - valdir barranco

 

(Foto: Ilustração)

Unemat.jpg

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Setembro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br