Cuiabá, 22 de Novembro de 2017

MORTE DE PERSONAL

Terça-feira, 14 de Novembro de 2017, 14h:42 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Delegada não confirma crime passional e ressalta agilidade nas investigações

Daffiny Delgado

(Foto: Divulgação)

WhatsApp Image 2017-11-09 at 00.39.52.jpeg

 

A delegada Alana Cardoso, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que as investigações sobre o assassinato do personal trainer Danilo Campos, 28 anos – morto a tiros na noite da última quinta-feira (8) em Cuiabá, está sendo apurado de modo que ela não confirmou a suspeita de crime passional.

 

"Não temos informações novas para a imprensa. Mas, já tomamos muitas providências. O período normal de uma investigação, conforme a lei, é de 30 dias. Estamos procurando concluir as investigações o mais rápido possível, pois é um caso que está tendo toda atenção necessária para ser elucidado”, afirmou.

 

Ainda conforme a delegada, as testemunhas do crime já foram ouvidas. Agora, a família da vítima deve depor sobre o caso. Está marcado para esta semana o depoimento do pai do personal, o vereador por Várzea Grande, Nilo Campos (DEM).

 

Informações preliminares dão conta que a Polícia já tem a identidade do suspeito. E que o autor do crime, após ter descoberto suposta traição da companheira, aluna de Danilo na academia onde a vítima trabalhava, fez várias ameaças que acabou no assassinato do personal.

 

 

A mulher foi ouvida e negou a relação com o Danilo. Ainda conforme informações, o suspeito tem passagens criminais por estelionato e violência doméstica.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br