Cuiabá, 02 de Abril de 2020

VOLTA AO MUNDO
Sexta-feira, 07 de Fevereiro de 2020, 10h:46

ESTADOS UNIDOS

Ascensão meteórica de Buttigieg, por enquanto, beneficia Sanders

Mais novo entre os 11 pré-candidatos democratas, ex-prefeito energiza campanha, com bom desempenho em Iowa, e divide votos de moderados com Biden.

Por Sandra Cohen

Foto: Joe Buglewicz/AP

Apesar da bagunça do caucus democrata de Iowa, o estado rural do meio-oeste americano ainda mantém a tradição de energizar a campanha do candidato que teve o melhor desempenho. Na liderança com a ínfima margem de 0.1% dos votos, em poucos dias, o azarão Pete Buttigieg subiu rapidamente ao segundo lugar nas pesquisas para a próxima primária, em New Hampshire e, desde terça-feira passada, arrecadou US$ 2,7 milhões em mais de 60 mil doações individuais.

Há um ano, Buttigieg era praticamente um nome desconhecido e difícil de pronunciar. O mais jovem dos 11 pré-candidatos democratas acumula como única experiência política os dois mandatos como prefeito de South Bend, cidade com apenas 100 mil moradores no estado de Indiana.

Desponta como homossexual, casado, veterano da Guerra do Afeganistão, onde serviu durante sete anos no setor de inteligência, e ex-consultor da McKinsey. Aos 38 anos, ele tem praticamente a metade da idade do senador Bernie Sanders e do ex-vice-presidente Joe Biden.

Como millennial, Buttigieg insiste em ser o representante legítimo para uma mudança geracional no partido. No espectro ideológico que atualmente divide democratas entre progressistas e moderados, ele se situa no segundo grupo.

Por enquanto, são pequenas as suas chances de conquistar o posto de candidato democrata na convenção de julho, em Milwaukee, que enfrentará, quatro meses depois, o presidente Donald Trump nas urnas. Nas pesquisas nacionais compiladas pelo Real Clear Politics, ele aparece em quinto lugar, com 7% das intenções de votos, atrás de Biden, Sanders, Elizabeth Warren e Michael Bloomberg.

 

A ascensão meteórica de Buttigieg no cenário eleitoral democrata, em princípio, abre o caminho para Sanders e beneficia sua candidatura, na medida em que o ex-prefeito de South Bend divide os votos da ala moderada com Biden. Ele praticamente empurrou o ex-vice-presidente americano para o terceiro lugar nas pesquisas em New Hampshire, deixando a liderança do estado para o senador de Vermont.

A proposta mais ambiciosa de Buttigieg é a de reformular a Suprema Corte, que teria dez membros permanentes e outros cinco com mandatos rotativos, com o objetivo, segundo explica, de “despolitizar o tribunal”. Ele defende um plano de seguro de saúde único a longo prazo, espécie de “Medicare para todos os que quiserem”.

Mostra-se favorável a exigir antecedentes para compradores de armas e a legalizar os imigrantes sem documentos. Tem propostas claras para enfrentar mudanças climáticas, apoia o direito ao aborto, mas fica em cima do muro sobre o procedimento realizado após 20 semanas de gestação. E elaborou um conjunto extenso de propostas para equiparar os direitos da comunidade LGBTQ.

Sua campanha tem desafios concretos pela frente -- conquistar votos de eleitores negros e testar a resistência dos americanos a aceitarem o primeiro homossexual como presidente do país. A inexperiência política parece ser o menor de seus problemas diante de um eleitorado que, em 2016, colocou um outsider na Casa Branca.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE