Cuiabá, 18 de Fevereiro de 2020

VARIEDADES
Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020, 10h:21

"MUITO MAL"

Asa Branca é levado às pressas para pronto-socorro

Asa Branca foi levado para pronto-socorro às pressas, mas não conseguiu atendimento

Revista QUEM

(Foto: Reprodução)

Asa Branca voltou a ser internado nesta segunda-feira (20). O locutor de 57 anos foi levado às pressas para um pronto-socorro em São Paulo, mas não conseguiu atendimento. A informação foi confirmada a Quem pela mulher de Asa Branca, Sandra dos Santos.

Segundo ela, o locutor ficou "muito mal", com sua saturação chegando a 34% e os batimentos cardíacos a 140 bpm. Sandra optou por chamar um SAMU por "medo de trazer no carro".

Eles foram levados para o Pronto-Socorro Vila Maria Baixa, mas não conseguiram atendimento médico no local.

"O atendimento foi ótimo, mas infelizmente eles não tem o que fazer, falta tudo", contou Sandra. "Sem recurso nenhum, não tem nenhum remédio". Sua última atualização foi que estava aguardando por uma vaga no ICESP (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo).

 

CÂNCER


Asa Branca sofre de um câncer agrassivo na mandíbula há alguns anos. Ele chegou a fazer mais de 30 sessões de radioterapia contra a doença, mas ela voltou a apresentar sintomas em setembro de 2019.

Na ocasião, sua mulher, Sandra dos Santos, falou com Quem sobre terem voltado para o Brasil após um ano de tratamento nos Estados Unidos. "Ele ficou com uma necrose devido à radioterapia e aqui disseram que ele nunca mais iria abrir boca. Então fomos para lá em busca de tratamento, mas além de não ter dado certo, os médicos lá não detectaram essa recidiva", revolta-se ela. "Foi um ano longe da família, fiquei sozinha com ele, gastamos tudo que podíamos, toda a nossa reserva. A única coisa que fizeram foram 30 sessões de oxigênio em câmera hiperbárica, mas esse tratamento não deu certo", diz.

Desde então, Asa foi internado diversas vezes tendo melhoras e pioras no quadro. Em uma das internações, médicos chegaram a dizer que ele tinha apenas mais um mês de vida.

 

DOAÇÕES


Familiares e amigos de Asa Branca têm pedido ajuda financeira por meio de dois sites. No Brasil, por meio do site Vakinha (clique aqui). Nos Estados Unidos, onde Asa Branca já morou na época de auge no rodeio, Haroldo Amaral tem recebido ajuda por meio do site Go Fund Me (clique aqui para ajudar). Ele ainda está vendendo bonés por 40 reais para ajudar o amigo pelo WhatsApp.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE