Cuiabá, 12 de Julho de 2020

RADAR NEWS
Sábado, 30 de Maio de 2020, 09h:42

EM CUIABÁ

Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de MT repudia violência doméstica sofrida por advogada

Única News

Arquivo pessoal

O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso (Cedm-MT), emitiu uma nota de repúdio contra o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Mato Grosso (OAB/MT), Dr. Leonardo Pio da Silva Campos, acusado de agredir a esposa, a também advogada Luciana Póvoas, na quarta-feira (27).

"A entidade que existe há mais de 30 anos, na busca pela igualdade fática entre os gêneros em nosso Estado, vem por meio da presente nota, repetir que repudia qualquer forma de violência contra a mulher, e se mantem vigilante, acompanhando os fatos envolvendo a representação formulada contra o senhor Leonardo Campos, presidente da OAB/MT" diz trecho da nota.

De acordo com a Cedm, a entidade afirma que prestou apoio a Luciana, ainda na delegacia de polícia, manifestando sua solidariedade. "A entidade mantem-se acompanhando o referido caso, a fim de que o procedimento seja conduzido com imparcialidade, tendo por finalidade única o cumprimento das normas de proteção, fruto de lutas históricas dos movimentos de defesa da mulher".

O conselho está acompanhando o caso de perto.

Entenda o caso:

Luciana Póvoas decidiu prestar queixa sobre violência doméstica, após uma discussão, onde ela foi empurrada contra o armário.

Leonardo foi preso em flagrante, mas liberado pela manhã, já que a prisão preventiva foi negada. Ele deve obedecer medidas restritivas.

Veja a nota na íntegra:

O CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA MULHER DO ESTADO DE MATO GROSSO, entidade que existe há mais de 30 (trinta) anos, na busca pela igualdade fática entre os gêneros em nosso Estado, vem por meio da presente nota, repetir que repudia qualquer forma de violência contra a mulher, e se mantem vigilante, acompanhando os fatos envolvendo a representação formulada contra o senhor Leonardo Campos, da OAB/MT.

Essa entidade foi a que primeiro acorreu à delegacia de polícia, manifestando sua solidariedade e apoio à denunciante, a Advogada Luciana Póvoas, mantem-se acompanhando o referido caso, a fim de que o procedimento seja conduzido com imparcialidade, tendo por finalidade única o cumprimento das normas de proteção, fruto de lutas históricas dos movimentos de defesa da mulher.

Nossa prioridade será sempre que os direitos e a defesa das mulheres sejam preservados e que cada mulher possa se sentir acolhida ao reivindicar seus direitos humanos mais fundamentais, como a vida e a integridade física e psicológica.

A violência contra as mulheres é uma constante cultural e continua a crescer em todas as sociedades. É hora da sociedade formal, legal, instituída e instituinte abrir os olhos e não se calar diante da violência contra a mulher.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE