Cuiabá, 28 de Fevereiro de 2020

POLÍTICA
Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020, 08h:28

FRAUDES EM CONTRATOS

Silval, Piran e Nadaf são denunciados pelo MPE por desvio de R$ 8 milhões

Claryssa Amorim
Única News

Foto: (Reprodução/Web)

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou, no dia 10 de janeiro, o ex-governador Silval Barbosa, o empresário Valdir Piran, o ex-secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf e mais cinco pessoas por suposto desvio de dinheiro em contratos do Governo do Estado. A denuncia é após investigações da Operação Quadro Negro.

Segundo o MPE, o grupo desviava dinheiro por meio de fraudes em contratos entre o antigo Centro de Processamento de Dados de Mato Grosso (Cepromat) - atual Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) -, e a empresa Avançar Tecnologia em Softwares.

Além de Silval, Piran e Nadaf, foram denunciados pelo órgão os gestores do da Cepromat: o ex-presidente Wilson Celso Teixeira, ex-diretor Djalma Souza Soares; ex-secretário adjunto de Educação Francisvaldo Pereira de Assunção; o empresário Weydson Soares Fonteles – dono da Avançar Tecnologia – e ex-servidor Edevamilton de Oliveira.

Os desvios eram realizados para pagar uma dívida de Silval Barbosa com o empresário do ramo de factorinf, Piran. O esquema retirou dos cofres públicos, cerca de R$ 8 milhões, segundo as investigações da Operação Quadro Nego, deflagrada em 22 de outubro de 2019.

Conforme as investigações, que partiram após um relatório de auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE), estava havendo fraudes na execução de contratos com a empresa. Segundo o MPE, os contratos firmados deveriam prestar serviços de softwares educacionais para a Secretaria de Educação (Seduc), porém, não estavam sendo cumpridos.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE