Cuiabá, 27 de Fevereiro de 2020

POLÍTICA
Quarta-feira, 08 de Janeiro de 2020, 08h:28

24 HORAS PARA DEVOLVER

Oposição pede vista a proposta sobre alíquota previdenciária e votação é adiada

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: AL-MT)

O aumento da alíquota de contribuição do servidor foi colocado em votação na primeira sessão de 2020, na noite dessa terça-feira (7), pelo presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM). No entanto, quatro deputados pediram vistas do projeto e a votação foi adiada.

A votação é para aprovar o pacote da Reforma da Previdência, proposto pelo Governo Federal, em que a alíquota na folha de pagamento dos servidores deve subir de 11% para 14%.

Os deputados que pediram vistas do projeto são: Lúdio Cabral (PT), Carlos Avalone (PSDB) e Ederson Dal Molin (PSC) – o Xuxu Dal Molin. Segundo a Assembleia, eles devem devolver o projeto com as alterações para votação em até 24 horas.

A sessão contou com a presença de diversos servidores – que são contra a medida -, na galeria do Plenário. Houve manifestação pacífica com vaias dos servidores.

Segundo o Governo Mauro Mendes (DEM), a proposta dará um folego para Mato Grosso, reduzindo um déficit financeiro de R$ 25 bilhões. Em 2019, o “rombo” na previdência foi de R$ 1,3 bilhão aos cofres do Estado.

Mendes tem pressionado a Assembleia para a votação, devido o déficit financeiro, e diz que o rombo equivale cerca de quatro vezes o prêmio da Mega-Sena da Virada.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE