Cuiabá, 15 de Agosto de 2020

POLÍTICA MT
Sexta-feira, 17 de Abril de 2020, 15h:28

TRANSPORTE AÉREO

Mendes pede apoio do Governo Federal para trazer 120 respiradores da China

(Com Assessoria)
Única News

Reprodução

O governador Mauro Mendes requereu apoio aéreo para o transporte de 120 respiradores que foram comprados na China. A solicitação foi encaminhada na quinta-feira (16.04) ao ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luis Eduardo Ramos.

“Todo apoio nesse momento é importante para garantir que esses equipamentos cheguem até Mato Grosso e possamos equipar nossas unidades hospitalares e prepará-las para o tratamento dos pacientes da Covid-19”, destacou o governador.

As informações sobre peso dos produtos, metro cúbico, local de embarque e previsão de entrega foram repassados para o ministro. São 120 respiradores, sendo 100 fixos e 20 portáteis, além de peças sobressalentes.

As aquisições foram realizadas na China, porque não há produto para ser comprado no mercado brasileiro. Além disso, o pedido de suporte foi necessário para garantir que os equipamentos cheguem ao Brasil, já que cargas compradas por outros países e até por estados brasileiros já foram confiscadas quando fazem escalas.

Os equipamentos fazem parte das medidas adotadas pelo Estado no enfrentamento da pandemia do Coronavírus. Além dos respiradores, também foram adquiridos aparelho de ultrassom portátil, aspirador móvel, equipamentos de proteção individual, como máscara ciúrgica, macacão impermeável, avental, cama hospitalar, óculos de segurança, protetor facial e kit de teste de covid-19.

Casos confirmados

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, Mato Grosso conta com 156 casos confirmados e 5 mortes. A maior concentração dos casos está em Cuiabá, na capital do Estado.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE