Cuiabá, 01 de Junho de 2020

POLÍTICA
Terça-feira, 24 de Março de 2020, 17h:11

TRABALHO CONJUNTO

Governo se une a Cuiabá e Várzea Grande em rede única de saúde para atendimento a Coronavírus

Euziany Teodoro
Única News

Secom/MT

O governador Mauro Mendes e os prefeitos de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e Várzea Grande, Lucimar Campos, decidiram criar uma rede única de saúde para atender exclusivamente aos casos de Coronavírus na Baixada Cuiabana.

Em reunião na tarde desta terça-feira (24), os dois prefeitos se comprometeram a entregar um planejamento ao governador em até três dias.

“Nós discutimos alguns pontos importantes, como integrar a rede de saúde desses municípios a um planejamento estadual. Eles têm um planejamento dentro de cada município e, dentro de três dias, Cuiabá e Várzea Grande vão entregar para o Governo um planejamento para que nós possamos articular, em conjunto, o atendimento exclusivo ao Coronavírus aqui na Baixada Cuiabana e atendendo também boa parte do estado de Mato Grosso”, explicou o governador.

Uma central de regulação extraordinária e compartilhada vai encaminhar os casos que precisem de internação na região.

“Todo esse conjunto de leitos vai fazer parte de uma regulação estadual única que nós vamos construir a partir da que já existe aqui na Capital”, afirmou Mendes.

“Independente de questões políticas, partidárias ou ideológicas, estamos pensando na população. Nosso partido é Cuiabá, é Várzea Grande, é Mato Grosso. É necessária essa união institucional do líder do Estado com os prefeitos das maiores e mais importantes cidades. A melhor forma de avançar é dividir a responsabilidade e dar condições de o governador realizar o trabalho de contenção e, da mesma forma, o governador ajudar os municípios a aumentarem essa rede protetiva da população, principalmente os grupos de risco, para dar condições de combater a evolução do Coronavírus”, afirmou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Da parte do governo, fica a responsabilidade de mapear o atendimento dos hospitais estaduais e unidades de referência e definir leitos exclusivos para tratamento da doença.

“Definimos também que o Governo do Estado vai mapear os 54 hospitais estaduais, ver a disponibilidade que cada um tem de leitos que podem ser colocados com exclusividade para o atendimento ao Coronavírus. Nós vamos fazer esse trabalho e depois uma equipe técnica vai escolher as nossas referências estaduais”.

Para Emanuel Pinheiro, o momento é de união. “Mais do que nunca eu preciso do governador e ele da Prefeitura de Cuiabá, afinal, a vida das pessoas tem mais importância do que qualquer outra coisa. Nesse momento não se discute política, se discute como salvar vidas humanas”, disse o prefeito ao Única News.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE