Cuiabá, 06 de Abril de 2020

POLÍTICA
Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020, 11h:50

DISPUTA ELEITORAL

Em 15 dias, será ‘dada a largada’ para eleição suplementar ao Senado em MT

Ana Adélia Jácomo
Única News

( Foto: Agência Brasil)

A largada da eleição suplementar para o Senado será dada em 15 dias em Mato Grosso. As convenções partidárias ocorrem entre 10 e 12 de março.

Nas convenções é que o partido político define, junto de todos os filiados, qual será o candidato, se haverá mesmo um candidato ou se a decisão será por apenas apoiar ou coligar.

As agremiações têm até 17 de março para registrar a candidatura no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT). A partir do dia 18 estão permitidos comícios, panfletagens, carros de som, debates e toda forma de comunicação de rua com o eleitor.

Somente a partir de 23 de março é que o TRE permite a transmissão da propaganda eleitoral na TV, no rádio e na internet, sendo finalizada em 23 de abril, três dias antes do pleito, que ocorre em 26 de abril.

A diplomação do vencedor será até o dia 21 de maio. O cargo de senador é de oito anos e será finalizado em 2026.

Candidatos

São candidatos o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) e o ex-governador Júlio Campos (DEM), o deputado federal José Medeiros (Podemos) e o ex-chefe do escritório de representações em Brasília, Carlos Fávaro (PSD).

Há outros dois nomes oficializados pelos partidos, mas que ainda não se declararam efetivamente candidatos, como o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB), o deputado estadual Max Russi (PSB).

Tentam se viabilizar para a eleição: o deputado federal Neri Geller (PP), o ex-deputado estadual Adilton Sacheti (PRB), a secretária-adjunta do Procon, Gisela Simona (Pros), o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Antônio Galvan.

São citados ainda o deputado federal Leonardo Albuquerque (SD); os deputados estaduais Elizeu Nascimento (DC), Lúdio Cabral (PT), Silvio Fávero (PSL); o ex-ministro Blairo Maggi (PP); o ex-senador Cidinho Santos (PL); o ex-governador Pedro Taques (PSDB), o ex-deputado federal Carlos Abicalil (PT), a empresária Margareth Buzetti (PP) e o vereador por Cuiabá, Mário Nadaf (PV).


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE