Cuiabá, 02 de Abril de 2020

POLÍTICA
Quarta-feira, 05 de Fevereiro de 2020, 10h:06

DISPUTA INTERNA

Deputados estaduais se articulam para antecipar eleição da Mesa Diretora na Assembleia Legislativa

Ana Adélia Jácomo
Única News

Fablicio Rodrigues/ALMT

O deputado estadual Silvio Fávero (PSL) afirmou nessa quarta-feira (5) que é um dos candidatos à presidência da Assembleia Legislativa, assim como o colega de parlamento Max Russi (PSB).

Ocorre que a eleição da Mesa Diretora pode ter a data modificada após a apresentação de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que será protocolada a qualquer momento.

A tendência, segundo Fávaro, é que a escolha dos novos membros ocorra em julho, no entanto, uma corrente defende que seja em abril. Pelo regimento interno, a escolha da Mesa ocorre na última sessão de setembro.

O presidente eleito e demais membros tomam posse em 1º de janeiro do ano seguinte. O presidente da Casa, Eduardo Botelho (DEM), irá buscar reeleição.

“O Botelho já colocou o nome dele à disposição, mas todos nós temos direito, inclusive eu e o Max também, que vem se articulando para ser candidato a presidente. A PEC vai a plenário para ser votada (...) se a eleição fosse para julho sim, mas agora em abril fica desagradável”, disse Fávero.

O líder do Governo, Dilmar Dal Bosco (DEM), confirmou ao Única News a movimentação interna e, prevendo possível crise, apaziguou os ânimos afirmando que na Assembleia nunca houve problema para escolha dos membros da Mesa.

“Estamos conversando ainda porque os trabalhos voltaram na segunda-feira, então está se trabalhando ainda. Sei que o Botelho quer ir à reeleição como presidente e, se for, eu apoio com certeza. Nunca teve problema em eleição de Mesa Diretora, nunca teve essa briga, essa disputa, sempre se acha um encaminhamento porque aqui todo mundo é maduro e inteligente”, afirmou Dilmar.

A tentativa de alterar a data da eleição interna da Assembleia teria como motivação vários fatores políticos, como por exemplo as eleições municipais que ocorrem em outubro, data próxima da eleição na Casa. A coincidência de datas dificultaria a articulação das alianças.

Além disso, em 26 de abril ocorre a eleição suplementar ao Senado. Há ainda a indicação da Assembleia para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), que deve ser feito ainda este ano. “Sim, por causa das eleições do Senado, prefeitos e vereadores”, afirmou Fávero.

Vale lembrar que a vice-presidente da Assembleia, deputada estadual Janaina Riva (MDB), está gestante, e seu parto é previsto para ocorrer em setembro. Com a antecipação do pleito interno, ela deve participar das discussões, já que, segundo Fávaro, ela tem interesse em permanecer na vaga.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE