Cuiabá, 26 de Setembro de 2020

POLÍTICA MT
Terça-feira, 03 de Março de 2020, 11h:59

INVESTIGAÇÃO

CPI da Sonegação Fiscal convoca Pedro Nadaf, que confessou propina de R$ 1,9 milhão

Única News
(Com assessoria)

(Foto: Reprodução)

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga a suspeita de sonegação de impostos e renúncias fiscais indevidas em Mato Grosso aprovou, na manhã desta terça-feira (3), requerimento de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que convoca o ex-secretário de Estado, Pedro Nadaf, a prestar esclarecimentos. 
 
No termo de colaboração premiada que firmou com a PGR (Procuradoria Geral da República), Nadaf confessou que recebeu propina de R$ 1,9 milhão no período de julho a dezembro de 2014. Em troca, aceitou interferir na concessão de incentivos fiscais ilegais em favor de empresas já instaladas em Mato Grosso.

“O que desejamos é obter informações que possam contribuir para uma legislação mais rígida e combater fraudes que prejudiquem os cofres públicos”, afirma o deputado Wilson Santos.

Não há nenhuma data definida para o depoimento. A CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal retomou as atividades nesta terça-feira (3) após ser interrompida em dezembro por conta do recesso legislativo.

A primeira reunião que abre os trabalhos de 2020 ocorreu das 9h às 11h30 na sala 201 – Oscar Soares, localizada no prédio da Assembleia Legislativa.
 
Na ocasião, foi discutida uma diretriz a respeito da elaboração de um relatório a ser formulado pelo deputado estadual Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), referente ao setor de mineração. 

Ainda houve uma apresentação técnica a respeito do volume de minérios arrecadados em municípios do interior de Mato Grosso. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE