Cuiabá, 28 de Fevereiro de 2020

POLÍTICA
Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2020, 09h:20

SEGUE PARA SANÇÃO

Câmara aprova Programa "Mãe Cuiabana" para assistência ao pré e pós-parto

Única News
Da Redação

Assessoria

Com o objetivo de prestar assistência ao pré-natal e ao pós-parto, o chamado resguardo ou quarentena, a Câmara Municipal de Cuiabá aprovou um projeto de lei de autoria do vereador Adilson Levante (PSB), que cria o programa “Mãe Cuiabana”.

Neste período, a mulher experimenta modificações físicas e psíquicas. Diante disso, o programa visa, organizando a rede de atenção à saúde materna e infantil de forma integrada e mediante equipe multidisciplinar, garantir o acesso, o acolhimento e agilidade no processo das decorrências neste período.

A proposta passou pelo crivo do Parlamento Municipal no final do ano passado e está nas mãos do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) para sanção.

De acordo com o vereador, “o programa em questão recaí sobre a responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde, a qual deverá agir de modo a garantir atendimento especial e diferenciado às gestantes e aos neonatos, através de consultas médicas e de enfermagem, atendimento odontológico, acompanhamento nutricional e atenção psicológica”, explicou Levante.

O Programa tem como objetivo na capital a valorização da mulher e da criança, visando à humanização da assistência do pré-natal, do parto e do nascimento através das orientações as gestantes e familiares.

O Programa também prevê a doação de kit maternidade para gestantes, em situação de vulnerabilidade, assistidas pelas políticas de assistência social e cadastradas no CadÚnico.

Uma das condições para as gestantes serem inseridas no programa será a participação em palestras e trabalhos desenvolvidos no decorrer da gestação como participar do grupo nas Unidades Básicas de Saúde estar com Cartão da Gestante atualizado, sendo necessária a apresentação em todos os encontros comparecer em todas as consultas agendadas pelo médico e apresentar todas as consultas realizadas para equipe que irá acompanhá-la participar de todos os encontros, desenvolvidos pelo CRAS estar cadastrada no CadÚnico e ter uma renda de até 02 (dois) salários mínimos.

O Programa prevê que “Mãe Cuiabana” terá ação conjunta entre os setores da rede de saúde pública em prol do aleitamento materno criando um cronograma de atividades permanentes envolvendo os setores da rede pública de saúde e parcerias de outras secretarias para o sucesso do aleitamento, propondo um envolvimento conjunto.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE