Cuiabá, 23 de Setembro de 2020

POLÍTICA MT
Terça-feira, 12 de Maio de 2020, 15h:09

"PERDEU, CAUBÓI"

Barbudo apresenta provas sobre compra de gado à TV: ‘A montanha pariu um rato’

Euziany Teodoro
Única News

Foto

O deputado federal por Mato Grosso, Nelson Barbudo, foi alvo de uma polêmica que durou todo o final de semana: a chamada de uma reportagem da TV Cidade Verde, em Cuiabá, que contestava a legalidade da compra de cabeças de gado no valor de R$ 2 milhões, mostrando o político bastante irritado ao ser questionado sobre o assunto.

Nesta terça (12), Barbudo gravou um vídeo onde mostrou a documentação e contou que foi até a emissora com o verdadeiro dono do gado, seu irmão mais velho, Norberto Noel, e comprovou a legalidade da Agropecuária Netinho, que pertence ao irmão e às duas filhas do deputado.

Com as provas, de acordo com o deputado, a TV desistiu de exibir a reportagem ainda nesta terça e deve editar o material para incluir os documentos.

“Quem me conhece sabe que eu e meu irmão mexemos, desde 1983, com gado e não seria agora que eu ia sujar meu nome por causa de algumas cabeças de gado. Obrigado à TV por respeitar e entender que provas precisam existir e quando não existirem faça uma matéria denunciem os malandros. [...] Aqueles que esperavam que o deputado Nelson Barbudo estivesse envolvido em falcatrua, minha tristeza. Não contem com isso. A montanha pariu um rato”, disse, em vídeo nas redes sociais.

Ele afirmou que não tinha se pronunciado até agora, pois esperava o irmão voltar de uma viagem onde estava para tratamento médico.

“Não me posicionei antes, porque estava aguardando a chegada do real proprietário da Agropecuária Netinho, que é irmão meu irmão mais velho, Doutor Norberto. Agora, com os fatos esclarecidos, a direção da TV Cidade Verde, onde meu irmão esteve, as provas foram apresentadas. Imposto de Renda, dinheiro lícito, notas fiscais com imposto pago, contrato de arrendamento apresentado, dinheiro da formação da empresa antes de eu ser o deputado, dinheiro de 2018 declarado. Está tudo aqui”.

Por fim, negou qualquer envolvimento com ações ilegais. “Não sou proprietário de terra em Rosário Oeste, não tenho gado em meu nome, nunca esquentei dinheiro e durmo com a consciência tranquila. Quando for exibida a reportagem, aí sim você verá mais detalhes da lisura da agropecuária em que minhas filhas trabalham de sol a sol. Quero dizer a vocês que não foi desta vez. Aquele ou aquela que me denunciou, só tenho uma coisa a dizer: perdeu, caubói”.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE