Cuiabá, 15 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020, 15h:34

ESQUEMA DE ESCUTAS ILEGAIS

STJ marca audiência de ex-secretário suspeito de participar da Grampolândia

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Reprodução)

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) marcou para a próxima quarta-feira (9), o julgamento do recurso de habeas corpus do ex-secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas, em que tenta anular a investigação por envolvimento no esquema de escutas ilegais, que ficou conhecido como “Grampolândia Pantaneira”. A sessão foi marcada pelo ministro Ribeiro Dantas.

A polícia investiga a Grampolândia em Mato Grosso, na gestão do ex-governador Pedro Taques (SD), acusado de mandar grampear ilegalmente diversas pessoas. Segundo as investigações, um grupo de dentro do Governo do Estado realizava os grampos, que eram operacionalizados em um escritório.

As investigações citam ainda que Jarbas foi nomeado para o cargo de secretário de Segurança para proteger exclusivamente o esquema e as pessoas de dentro do Governo responsáveis pelos grampeamentos.

Além da Grampolândia, Jarbas também é investigado por ameaçar o delegado Flávio Stringueta – que o investigava no caso das interceptações ilegais -, no estacionamento de um supermercado. Stringueta é responsável por deflagrar a operação Esdras, que prendeu o ex-secretário. Em uma denúncia do Ministério Público Estadual (MPMT), Jarbas começou a “mapeá-lo”.

Aos 45 anos, o governador Mauro Mendes (DEM) assinou a aposentadoria de Rogers Jarbas, com salário acima de R$ 33 mil, por tempo de contribuição.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE