Cuiabá, 05 de Dezembro de 2020

POLÍTICA MT
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020, 10h:02

SUPOSTA COMPRA DE VOTOS

Justiça concede liminar a Misael Galvão e determina retirada de vídeos

Da Redação
Única News

(Foto: Reprodução)

O juiz Geraldo Fernandes Fidelis Neto, da 1º zona eleitoral de Cuiabá, determinou a retirada deos vídeos ligados ao presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PTB), de todos os meios de comunicação. A decisão foi proferida nesta terça-feira (27).

Com isso, o Facebook, Instagram, Google e demais veículos, terão que retirar a gravação do ar dentro de um prazo de 24 horas.

Nos vídeos, que vieram à tona no sábado (24), cabos eleitores de Misael estariam, supostamente, comprando votos para sua campanha. Dois homens, identificados como Sandro e Daniel, oferecem R$ 50 por semana, a cada carro adesivado com material publicitário de Misael.

No vídeo, o responsável pela gravação diz ser uma liderança comunitária, que gerencia quais casas e quais carros da região recebem as placas e o dinheiro ilegal. O homem, inclusive, pede “um dinheiro a mais” por ser o “cabeça” do suposto esquema de compra de votos.

A decisão de Geraldo Fidelis é em resposta a uma representação interposta pela defesa do parlamentar, que tinha por objetivo resguardar os direitos de Misael.

“As imagens veiculadas na rede social, transbordam a razoabilidade e a mera crítica à atuação política, já que não visam o mero esclarecimento ou apuração dos fatos, mas sim formar estados mentais odiosos à população, fazendo uso de deliberado ataque à honra do candidato Misael Oliveira Galvão”, escreveu o juiz.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE