Cuiabá, 21 de Setembro de 2020

POLÍTICA MT
Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020, 18h:23

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA

Juíza pede que valores de delação de Malouf e Permínio sejam destinados à PJC

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Reprodução)

A Juíza da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, Ana Cristina Mendes, pediu autorização do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio, para destinar os valores das parcelas de colaboração premiada de Alan Malouf e Permínio Pinto para a Polícia Civil de Mato Grosso.

A autorização é para ajuda com recursos financeiros na implantação do sistema de Inquérito Policial Eletrônico. A magistrada citou a “necessidade” de uma modernização na atividade policial investigatória.

Ela argumenta que o sistema irá franquear todas as unidades policiais, com equipamentos adequados para a investigação dos inquéritos com meio eletrônico.

A magistrada escreveu na autorização que o sistema já está em fase final, mas precisa de ajuda no recurso financeiro para finalizar a instalação. Para ela, é “imprescindível” que todos os órgãos estejam com o sistema de Processo Judicial Eletrônico em “pleno funcionamento”.

Segundo a juíza, foi fechado acordo com Malouf de quatro parcela de R$ 212 mil. E que os valores têm que ser atualizados, por conta de atraso no pagamento. Ele tem que pagar 10 parcelas de R$ 212 mil.

Já Permínio deve devolver à Justiça o valor de R$ 500 mil, em cinco parcelas, no prazo de um ano.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE