Cuiabá, 26 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020, 18h:14

EXCEDEU O TEMPO PERMITIDO

Juiz suspende propaganda de Abilio por extrapolar na participação de Gisela

Claryssa Amorim
Única News

Foto: Mídia News

O juiz da 1ª Zona Eleitoral de Cuiabá, Geraldo Fernandes Fidelis, determinou a suspensão imediata da propaganda eleitoral do candidato à Prefeitura de capital, Abilio Junior (Podemos), por ultrapassar o tempo permitido para participação de apoiadores.

Neste caso, trata-se da ex-candidata a prefeita de Cuiabá, Gisela Simona (PROS), que declarou apoio ao candidato, mesmo após ser atacada por ele com falas machistas.

Segundo Fidelis, Abilio ultrapassou 25% do tempo permitido com o depoimento de Gisela na propaganda gratuita eleitoral na televisão e rádio, nesse 2º turno.

A denúncia foi feita pelo atual prefeito e candidato à reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB), juntamente com a sua coligação, “A mudança merece continuar”.

Pinheiro argumentou que no programa eleitoral de Abilio, Gisela aparece no vídeo desde zero segundos e vai até o fim do vídeo, ocupando, assim, 100% do discurso que deveria ser destinado a ele.

“... Pelo exposto, CONCEDO A TUTELA DE URGÊNCIA inaudita altera pars, para determinar a imediata suspensão da propaganda combatida e, para tanto, determino a intimação dos representados para cumprimento desta ordem, a fim de que retirem de suas redes sociais e não transmita sob nenhuma forma, principalmente na propaganda na TV ou rádio, depoimento da candidata não classificada para a disputa no segundo turno, Gisela Simona, em percentual acima dos 25% permitido pela legislação correlata, sob pena de multa que, com base nos artigos 497 e seguintes e 537, todos do Código de Processo Civil, fixo no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por imagem/vídeo/áudio encontrado em descumprimento da presente decisão, sem prejuízo do reconhecimento do crime de desobediência, tipificado no art. 347 do Código Eleitoral”, decidiu.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE