Cuiabá, 25 de Setembro de 2020

POLÍTICA MT
Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020, 17h:42

ELEIÇÕES SUPLEMENTARES

Fávaro conta com Mendes e confia na revalidação de seu mandato no Senado

Euziany Teodoro
Única News

(Foto: Divulgação/Assessoria)

O senador interino por Mato Grosso, Carlos Fávaro (PSD), está contando com o apoio do governador do Estado, Mauro Mendes (DEM), nas eleições suplementares para ocupar, definitivamente, a vaga deixada por Selma Arruda (Podemos), que foi cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico.

Como terceiro colocado na disputa em 2018, Fávaro assumiu a vaga temporariamente, até que novas eleições sejam realizadas, a fim de garantir a representatividade do Estado em Brasília. Desde então, suas ações têm sido para fazer um bom trabalho e conseguir validar o mandato em novembro, quando ocorre o pleito eleitoral.

“Estou muito feliz de poder estar representando os mato-grossenses, honrando os 434 mil votos que recebi em 2018. Tivemos uma eleição com 13 candidatos, cheguei em terceiro lugar. O processo teve máculas, mas a Justiça corrigiu isso e me colocou no mandato, até que tenha novas eleições. Estou trabalhando muito pelos eleitores que acreditaram em Carlos Fávaro e aqueles também que não votaram. Eu levo o meu nome às urnas e vou ter a oportunidade de ver meu trabalho, minha dedicação e tenho certeza que sairei com o mandato revalidado em novembro”, disse ele, em entrevista à Rádio Capital, nesta segunda-feira (03).

Na disputa pelo apoio do governador, pois há pelo menos dois nomes de peso dentro do mesmo grupo político com interesse na disputa – o ex-governador Julio Campos e o atual vice-governador, Otaviano Pivetta – Fávaro afirmou que está certo de que Mendes vai ficar ao lado dele.

“Estou muito feliz com atuação do Governador, ele está respeitando o resultado das urnas, valorizando o grupo, buscando a unidade e tenho certeza de que terei o apoio dele. Não precisa ser unanimidade, alguns dizem que a unanimidade é ‘burra’, mas a unidade é importante. Temos vários nomes dentro do grupo que são legítimos, como do ex-governador Júlio Campos, o vice-governador Otaviano Pivetta. Isso mostra que temos um grupo forte e coerente, com grandes possibilidades para apresentar aos eleitores”, afirmou.

Para ele, a chapa de 2018 montada pelo arco de alianças – representada especialmente pelo Democratas, PSD, PL e PDT – que hoje conta com as principais lideranças no Estado, deve se repetir nas eleições de novembro.

“Nós montamos uma chapa vitoriosa em 2018. Elegemos Governador, vice-governador, um senador da República (Wellington Fagundes - PL). Está na hora de, unidos, fazer a segunda vaga no Senado. Pela história, temos caminhado juntos em 2018 e acredito que terei o apoio de uma boa parte do nosso grupo e teria confirmação do meu mandato em novembro”, concluiu.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE