Cuiabá, 20 de Outubro de 2020

POLÍTICA MT
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020, 12h:18

FALTA DE QUÓRUM

Botelho diz que será ‘mais duro’ e vai descontar falta de deputados do salário

Claryssa Amorim
Única News

ALMT

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), disse que, se na única sessão da semana, todas as quartas-feiras, não houver quórum, ele vai agir de forma “mais dura” e descontar as faltas dos parlamentares na folha salarial.

Está prevista para ir à segunda votação, nesta quarta-feira (23), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2021. A previsão de receita do Governo do Estado para o próximo ano é de R$ 21,3 bilhões e tem 112 emendas apresentadas pelos deputados.

Segundo o presidente, a sessão desta quarta-feira foi separada para votação da receita do ano que vem, em que Mato Grosso não será diferente dos outros estados e estará em recuperação financeira, devido ao período de pandemia.

Ele adiantou que os deputados que não comparecerem, terão a falta descontada nos salários. E se não conseguir quórum nesta sessão, irá convocar ainda uma outra, como “mutirão”, em que será obrigatória a presença dos parlamentares.

“Eu vou como vai ser a sessão hoje, se não conseguir quórum, e aí sim eu vou cortar o salário. Se for necessário, mas não sei se vai ser. Isso não é uma ameaça, é uma necessidade”, declarou Botelho.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE