Cuiabá, 26 de Fevereiro de 2021

POLÍCIA
Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2021, 10h:34

AGRESSÃO NO MALAI MANSO

Produtor rural é liberado com tornozeleira eletrônica e vítima terá botão do pânico

Aline Almeida
Única News

(Foto: reprodução)

O empresário que agrediu a companheira no Malai Manso resort teve a prisão preventiva convertida em medidas cautelares.

O produtor Nédio Risieri Germiniani responde as agressões em liberdade. Ele foi preso no sábado (23), após agredir Helen Machado, 21. Após passar por audiência de custódia, Nédio teve a prisão substituída por medidas como uso de tornozeleira eletrônica e botão do pânico.

O juiz plantonista, Geraldo Fidelis, baseado em manifestação do Ministério Público, determinou ainda a proibição do agressor em aproximar da vítima, de seus familiares e das testemunhas. A distância mínima é de 250 metros. Além de não poder fazer qualquer tipo de contato ou frequentar a casa de Helen e dos familiares.

“Quando a matéria que vem na audiência de custódia são violência à mulher ou crianças a atenção é redobrada. Conhecemos todas as situações que pode decorrer dessa circunstância”, frisa Fidelis.

O magistrado descreve que o fato foi muito grave, mas ao final a vítima fala que no momento não tinha interesse de solicitar medidas de urgência. Essa manifestação arrefeceu o Ministério Público em pedir a prisão, pois não tinha elementos.
“Pediu medidas alternativas à prisão, pois não tinha condição em razão aos elementos nos autos. Mas se depois disso, se a pessoa entender, que traga novos fatos para o decreto prisional para conversão em prisão preventiva”, diz Geraldo Fidelis.

O caso

Helen Machado foi agredida pelo marido, Nédio Germiniano, dentro do quarto em um resort de luxo, na noite de sexta-feira (22). A agressão foi gravada por frequentadores do resort. A vítima usou as redes sociais para descrever os momentos de terror no momento da agressão. Helen disse que a única alternativa de fugir dele, foi pular pela janela do banheiro do quarto.

Em entrevista exclusiva ao Única News, ela conta que Nédio começou a enforcá-la dentro do banheiro, quando tentou fugir.

“Assim que fechei meus olhos, ele achou que eu ia desmaiar e me soltou. Eu caí no chão do banheiro e comecei a cuspir sangue por que ele já tinha batido muito na minha boca. Eu comecei a gritar o filho dele de 5 anos para ver se ele parasse com as agressões na presença do filho, mas não adiantou”, relata.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE