Cuiabá, 05 de Abril de 2020

POLÍCIA
Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2020, 09h:57

MAIS UM CASO

Jovem que se matou no Portão do Inferno tinha apenas 23 anos e era de Cuiabá

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Internauta)

O jovem que se jogou do Portão do Inferno, em Chapada dos Guimarães (a 65 km de Cuiabá), na manhã desta sexta-feira (10), é Nicolas Ribeiro Cosme, de 23 anos, morador de Cuiabá.

Os Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados pela família da vítima. Segundo os parentes de Nicolas, ele teria ido ao Portão do Inferno, abandonado o carro nas proximidades e não foi mais visto.

A equipe chegou no local por volta das 7h da manhã, mas era tarde demais e a vítima já havia se jogado. Após buscas, o corpo foi encontrado às 9h.

Nas redes sociais, a mãe de Nicolas, que havia feito uma publicação sobre o desaparecimento do filho momentos antes, lamentou a morte do jovem.

"Me diz meu filho que é mentira que você se foi para os braços do pai. Ainda não consigo acreditar, meu amigo, meu companheiro, vai estar sempre comigo vivo. Pra sempre te amarei", lamentou.

Procure ajuda

Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

Galeria de fotos:


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Eduarda Metzker  10-01-2020 11:32:10
Que tristeza! Mais um caso na redondeza, infelizmente. É importante lembrar que todo transtorno que leva a pessoa aos pensamentos suicidas e consequentemente ao ato, é tratado por profissionais da saúde mental: Psicólogos e Psiquiatras. O CVV é um serviço importante, mas emergencial. Não é tratamento! Seria interessante que vocês, jornalistas, começassem a acrescentar nas reportagens a importância de se procurar TRATAMENTO ESPECÍFICO, vocês estariam levando esse conhecimento tão importante para toda população! Inclusive, locais como faculdades e algumas clínicas possuem tratamento com valores sociais para que a população de baixa renda também possa ter acesso a bons profissionais e um tratamento correto! Saúde mental precisa ser conhecimento e acesso de todos! Não é uma crítica, apenas um adendo que espero que considerem.

Responder

9
0

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE