Cuiabá, 18 de Fevereiro de 2020

POLÍCIA
Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2020, 10h:23

SUSPEITA DE ESQUARTEJAMENTO

Bombeiros encontram crânio de bebê que foi jogada pelos pais em poço

Elloise Guedes
Única News

(Foto: PJC-MT)

O crânio da bebê de 6 meses que foi jogada pelos pais, Tiago Silva Lacerda e Raquel Araújo Dias, em um poço, foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros, nessa quinta-feira (16), no município de Tabaporã (a 643 km de Cuiabá). Os pais se entregaram e estão presos em Jataí (GO), e a suspeita é de que tenham esquartejado a criança antes de se livrar do corpo.

De acordo com a Polícia Civil, o crânio foi achado depois que os bombeiros esvaziaram o poço, onde foram encontradas as duas primeiras partes do corpo da bebê.

Segundo testemunhas, o crime aconteceu no dia 27 de dezembro, quando o casal foi visto em três situações: na primeira delas, nas proximidades do Rio Sereno, com um carrinho de bebê (não sendo constatado se a criança estava no carrinho ou não).

O pai da criança disse que teve que sair às pressas da cidade e pediu para que fosse colocado fogo nas coisas da bebê. O carrinho da criança foi encontrado às margens do rio.

As buscas já haviam começado em um córrego da cidade, perto de onde os pais haviam sido vistos pela última vez. Então, os pais da bebê se entregarem em Goiás e confessaram que haviam abandonado a criança em um poço, a cerca de três quilômetros de Tabaporã.

Os bombeiros de Sinop e Sorriso iniciaram a operação durante a noite e encontraram fragmentos com características do corpo da bebê no poço, que tem 5 metros de profundidade.

Há cerca de quatro meses, o casal já havia sido denunciado por maus tratos contra a criança e a bebê ficou na Casa de Passagem durante certo período, até que a guarda foi restituída aos pais.

O crime continua sendo investigado.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE