Cuiabá, 30 de Novembro de 2020

COVID EM MT
Domingo, 25 de Outubro de 2020, 08h:32

REDUÇÃO GRADUAL

"Cuiabá tem redução de casos de Covid, mas ainda é preciso manter medidas sanitárias", diz especialista

Única News
Da Redação

(Foto: reprodução)

Os estudos divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, apontam que os casos positivos de COVID-19 em Cuiabá vêm tendo uma redução gradual, quando comparado à semana anterior. Essa redução de novos casos notificados tem sido verificada sistematicamente desde a Semana Epidemiológica 26, que compreendeu o período de 21 a 27 de junho, na qual foi observado o maior número de casos notificados semanalmente (2.068) desde o início da epidemia.

Na Semana Epidemiológica 42, que compreendeu o período de 11 a 17 de outubro, foram 419 casos notificados, verificando-se redução de cerca de 33,3% quando comparado com a semana anterior, na qual haviam sido notificados 629 casos novos. A gerente da Vigilância Epidemiológica, Flavia Guimarães comentou que, apesar de ser um bom indicativo, ainda é preciso ter muito cuidado. “A redução no número de casos registrada na última semana em análise deve ser sempre observada com cautela, tendo em vista que, muitos casos ocorridos nesta semana e que ainda não foram confirmados poderão ser acrescidos nas próximas semanas”, explicou.

Flavia alerta que, mesmo diante das medidas de flexibilização instituídas em Cuiabá, é fundamental que sejam mantidos o uso de máscara em locais públicos, cuidados de higiene e isolamento social, evitando aglomerações, como eventos festivos, reuniões em bares e outros, para que novo aumento de casos não ocorra. “Temos visto na mídia que, após alguns meses sob controle, a Europa começou a ter um número crescente de casos novamente, chegando até mesmo a um patamar mais alto do que na primeira onda do vírus. Por isso é importantíssimo que mantenhamos as medidas de prevenção e controle da transmissão, uma vez que ainda não temos vacinas e medicamentos antivirais específicos para o tratamento da doença”, finalizou.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE