Cuiabá, 14 de Agosto de 2020

CIDADES
Quinta-feira, 16 de Julho de 2020, 08h:48

106 MUNICÍPIOS

Senador consegue R$ 40 milhões para MT em combate à Covid-19

Única News
Da Redação

Assessoria

O Ministério da Saúde creditou um montante de R$ 40 milhões para 106 municípios de Mato Grosso para ajuda no combate à Covid-19. O recurso é de emendas do senador Jayme Campos (DEM), que ainda tenta mais R$ 100 milhões  para o equilíbrio das finanças públicas nesse período de pandemia. Para o senador, a ideia é ajudar os municípios com a estrutura para atender pacientes com Covid-19 e assim desafoga a Capital.

“O governo federal entrando com os recursos e o Estado e Municípios com estruturas e pessoal poderemos solucionar quase 70% dos problemas de saúde em todas as 141 cidades de Mato Grosso de forma definitiva”, afirmou o senador.

Segundo Jayme, estes recursos vão permitir que os prefeitos reforcem os orçamentos de saúde de suas cidades e promovam as aquisições necessárias e com preços equilibrados, já que em tempos de pandemia e da falta de matéria prima muitos medicamentos, insumos acabaram tendo um crescimento acima da expectativa.

Ele aproveitou para defender que os Governos Federal e de Mato Grosso, montem estruturas nos hospitais regionais em cinco polos impedindo assim que haja uma migração excessiva de pacientes do interior para os municípios da baixada cuiabana e garantindo um atendimento mais humanizado.

Jayme Campos agradeceu o apoio do presidente do Senado, Davi Acolumbre (DEM-AP) e o ministro de Saúde, general Eduardo Pazuello, em entenderem que o Estado está precisando de ajuda financeira para combate à Covid-19.

O senador citou ao ministro da Saúde e para o presidente do Senado, a necessidade de ajudar os prefeitos e governadores reforçando a participação de órgãos de controle como Ministério Público Federal e Estadual, Tribunais de Contas da União e dos Estados e em alguns casos dos municípios e as Controladorias Gerais da União e dos Estados para ajudar na aquisição em medicamentos, insumos e equipamentos.

“Os órgãos de controle tem um papel mais do que preponderante, ajudar os gestores a promoverem compras com preços justos e que atendam a maior parte da população, principalmente aqueles que necessitam SUS que é gratuito, evitando assim a formação de cartel de alguns que desejam lucrar em um momento deste”, explicou Jayme Campos.

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE