Cuiabá, 06 de Abril de 2020

CIDADES
Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020, 12h:47

VEJA OS VÍDEOS

Equipe de TV é agredida por diretor da Semob e Emanuel anuncia exoneração sumária

Ana Adélia Jácomo
Única News

(Foto: Davi Valle/Prefeitura de Cuiabá

Uma confusão, manhã desta quinta-feira (20), entre uma equipe de reportagem e o diretor de Trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Michel Diniz, acabou em exoneração do servidor municipal e abertura de um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD).

O anúncio da demissão foi feito pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), logo após ser comunicado de que uma equipe da Cidade Verde, formada pelo repórter Ricardo Martins e pelo cinegrafista Odilson Zardo, foi agredida fisicamente na secretaria.

“Quero comunicar de pronto que vou exonerar hoje o diretor de Trânsito Michel Diniz, envolvido diretamente nesse lamentável episódio, e já determinei ao secretário Antenor Figueiredo que abra um PAD, para que ele responda dentro do rigor da lei (...) Essa é uma ação isolada e não representa os servidores públicos de Cuiabá. Peço desculpas a toda equipe agredida, à TV Cidade Verde e à sociedade cuiabana por esse lamentável episódio”, disse Emanuel.

Os profissionais afirmam que foram ao local apurar denúncia referente a um carro da Semob que estaria circulando em situação irregular. Ao chegar à Semob, a equipe foi recebida por Michel Diniz, que quebrou a câmera e machucou Odilson Zardo.

O profissional aparece em vídeos com marcas de sangue nas mãos. O diretor ainda teria tentado, segundo eles, dar uma “chave de braço” e enforcar o repórter Ricardo Martins. A equipe registrou um boletim de ocorrência e a Polícia Militar foi no local.

Em nota de repúdio, a TV Cidade Verde lamenta que jornalistas no exercício da profissão sejam cerceados e agredidos.

“O episódio mostra uma situação grave de desconhecimento do papel da imprensa e uma afronta ao direito de liberdade de expressão. É importante destacar que um país democrático precisa de uma imprensa livre que possa efetivamente comunicar à população sobre o que está acontecendo nas diversas esferas dos poderes, sempre com apuração e responsabilidade. É muito grave, triste e lamentável esse episódio de violência contra a equipe de reportagem da TV Cidade Verde. Jornalistas no exercício da profissão não podem ser cerceados e, muito menos, agredidos durante a produção de uma reportagem de interesse público”.

VEJA OS VÍDEOS DA CONFUSÃO:


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE