Cuiabá, 27 de Fevereiro de 2020

CIDADES
Segunda-feira, 30 de Dezembro de 2019, 15h:45

APROVADO NA CÂMARA

Autistas terão atendimento prioritário em estabelecimentos comerciais de Cuiabá

Da Redação
Com assessoria

Reprodução

Portadores do espectro autista passam a ter direito a atendimento preferencial em estabelecimentos públicos e privados de Cuiabá. A lei foi criada na última sexta-feira (27), após aprovação pela Câmara de Vereadores, dependendo agora apenas da sanção do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Assim que sancionada, o símbolo mundial que representa o autismo, laço colorido em formato de quebra-cabeça, deverá estar em todas as placas de sinalização, ou de indicativos de prioridade dos estabelecimentos. O autor do projeto é o Vereador Juca do guaraná Filho (Avante).  

A lei deve atuar como parte de um plano de conscientização da população sobre a existência da condição, assegurando o respeito e o tratamento adequado para os autistas, garantindo-lhes o direito de integrar as filas preferenciais. 

“Sabemos da dificuldade de identificar e diagnosticar uma pessoa com espectro autista, pois, aparentemente, não apresentam o transtorno. Nesse sentido, obtivemos relatos de familiares sobre o quanto é difícil entrar em filas de prioridades e o quanto são recriminados ao tentarem as preferências”, informou o vereador. 

Kelly Cristina do Nascimento, presidente da Associação Amigos do Autista de Cuiabá (AMA), acompanhou a votação e parabenizou a iniciativa do vereador Juca do Guaraná Filho e o apoio dos vereadores que foram favoráveis ao projeto. 

“É mais uma vitória, em especial para os autistas e familiares, a ação da acessibilidade e reforça um direito nosso. A divulgação é importante para todos se conscientizarem”, comemora.  

Para a obtenção do atendimento prioritário, deverá ser apresentado documento comprobatório de portador do Transtorno Espectro Autista. Com a aprovação da lei, o Poder Executivo Municipal regulamentará esta norma, a fim de facilitar a orientação, a fiscalização e o cumprimento de seus dispositivos.  


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE