Cuiabá, 12 de Julho de 2020

CIDADES
Segunda-feira, 01 de Junho de 2020, 08h:20

POR 30 DIAS

Após caso de violência doméstica, Leonardo Campos se afasta da presidência da OAB-MT

Euziany Teodoro
Única News

(Foto: Reprodução)

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Campos, anunciou seu pedido de licença, por 30 dias, após caso de violência doméstica que repercutiu na quinta-feira (28). Leonardo é acusado de agredir sua esposa, a advogada Luciana Póvoas, no que ele chamou de "discussão de casal" em seu anúncio.

"Minhas amigas e meus amigos, como sabem, a última semana foi muito dura para mim e minha família. Uma discussão de casal acabou se tornando pública, com contornos e versões que precisam ser melhor apurados. Como sabem, tomei o cuidado de protocolar perante a OAB-MT um expediente para que a entidade analise o caso e decida como entender mais adequado", escreveu o advogado, em suas redes sociais.

Segundo ele, o pedido de afastamento temporário foi protocolado na Ordem na última sexta-feira (29), "para tratar de assuntos particulares".

"Feito isso, informo que na última sexta-feira (29/05/2020) protocolei perante à diretoria da OAB-MT um pedido de licença da Presidência da instituição por 30 dias, para tratar de assuntos particulares".

Durante esse período, assume a presidência a advogada Gisela Cardoso, vice-presidente. "A OAB-MT, neste período, será Presidida pela Vice-Presidente Gisela Cardoso, com apoio dos demais diretores, com as orientações do Conselho Seccional. Espero, sinceramente, que tudo se esclareça".

Instagram

Leonardo Campos afastamento

 

A OAB-MT fez comunicado oficial.

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) informa que a partir desta segunda-feira (01.06) a vice-presidente Gisela Cardoso assume interinamente a presidência da instituição, substituindo o advogado Leonardo Campos, que se licencia por 30 dias para tratar de assuntos pessoais.

Entenda o caso

Luciana Póvoas decidiu prestar queixa sobre violência doméstica que teria sofrido na noite de quarta-feira (26). Após uma discussão do casal, ela contou ter sido empurrada contra um armário e, em sua defesa, desferiu um tapa nas costas de Leonardo Campos.

Segundo ela, não é a primeira vez que é agredida pelo marido. Ao Única News, disse que outras pessoas sempre souberam, mas nunca a ajudaram. Desta vez, decidiu denunciá-lo.

Leonardo Campos, por sua vez, negou que a tenha agredido. Segundo ele, ao chegar em casa a advogada já estava agressiva devido a seu atraso e tiveram uma discussão. Ele afirmou que tentou se trancar em um quarto, mas ela foi atrás e lhe deu um tapa nas costas.

Em depoimento, o filho do casal, de 17 anos, contou que estava em seu quarto, quando ouviu a discussão. Ao sair, flagrou o pai empurrando a mãe contra o armário, confirmando a versão dada por ela

Leonardo Campos foi preso em flagrante, mas liberado ainda pela manhã, já que a prisão preventiva foi negada.

Ele deve obedecer medidas restritivas, como se manter à distância mínima de 500 metros de Luciana Póvoas e seus familiares e não entrar em contato com ela, nem frequentar a residência do casal.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE