Cuiabá, 16 de Outubro de 2019

VOLTA AO MUNDO
Quinta-feira, 12 de Setembro de 2019, 14h:06

NO TWITTER

Trump indica que será mais duro com Cuba e Venezuela

Em uma rede social, Donald Trump diz a um aliado que seu antigo conselheiro de segurança nacional era mais moderado que ele mesmo.

Por G1

(Foto: Kevin Lamarque e Manaure Quintero/Reuters)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou em uma rede social nesta quinta-feira (12) que ele deverá tornar a relação do país com a Venezuela e com Cuba mais agressiva.

Ele fez o comentário em resposta ao texto do senador republicano Marco Rubio, da Flórida.

"Acabei de falar com Donald Trump sobre a Venezuela. É verdade que ele discordava de seu último conselheiro. Mas ele me lembrou que é na verdade o oposto do que muitos afirmou ou assumem. Se de fato houver uma mudança de política [em relação ao país latino-americano] não será para torná-la mais frágil", escreveu Marco Rubio, o senador da Flórida.

"Na verdade, minha postura sobre a Venezuela, e especialmente sobre Cuba, eram mais duras do que as de John Bolton. Ele estava me segurando", respondeu Trump.

Bolton, ex-conselheiro nacional de segurança, foi demitido na terça (10).

Ele e Trump tinham "discordâncias fundamentais" sobre como lidar com políticas externas em relação ao Irã, Coreia do Norte e Afeganistão, segundo o jornal "The New York Times".

De acordo com a agência Reuters, Trump havia dito que Bolton e ele discordavam em relação à Venezuela. “Eu considerava que ele estava completamente fora de linha e pensava que eu já tinha dado provas de que eu estava correto”, disse Trump.

O presidente dos EUA disse que Bolton, com sua abordagem linha dura e ríspida, “não estava se relacionando bem com as pessoas na administração que eu considero importantes”.

“Ele não estava em sintonia com o que estamos fazendo”, acrescentou.

Trump disse que ele se deu bem com Bolton e que torcia para que os dois tenham terminado a relação em bons termos, mas afirmou também: “Talvez tenhamos, talvez não. Eu preciso tocar o país da maneira como estamos tocando o país”.

 

Impaciência

 

De acordo com a Reuters, Trump tem ficado impaciente com o fracasso para tirar Nicolás Maduro da liderança da Venezuela por meio de uma campanha de sanções aplicadas pelos EUA e por diplomacia, na qual Bolton era a principal força.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE