Cuiabá, 19 de Março de 2019

VOLTA AO MUNDO
Quinta-feira, 08 de Março de 2018, 08h:42

GOVERNO

Planalto admite arrependimento sobre divulgação de dados bancários

Governistas consideraram atitude do presidente precipitada e avaliam que expor extratos irá desgastar o emedebista, diz coluna

Notícias ao Minuto

(Foto:Ueslei Marcelino / Reuters)

 

Pessoas próximas ao presidente Michel Temer consideram como precipitada a atitude do Palácio do Planalto de divulgar extratos bancários do presidente, anunciada na última segunda-feira (5).

O anúncio foi uma resposta à decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a quebra do sigilo do presidente no inquérito que investiga suspeita de propina em concessões no porto de Santos (SP).

De acordo com a GloboNews e com o jornalista Gerson Camarotti, do G1, auxiliares do presidente avaliam que a divulgação poderá desgastar a imagem de Temer em um momento em que ele começa a trabalhar por um segundo mandato.

“Divulgar os dados bancários do Temer seria expor o presidente num momento em que o governo tenta emplacar a agenda positiva da segurança pública. O foco ficaria todo na quebra do sigilo”, disse um líder governista.

Além disso, a equipe jurídica de Temer deve voltar atrás na decisão de não entrar com recurso questionando o mérito da decisão de Barroso.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE