Cuiabá, 20 de Outubro de 2018

ULTRAMFORMER III

Sábado, 25 de Agosto de 2018, 15h:14 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Novo tratamento com ultrassom micro e macrofocado para flacidez sem cirurgia

O método proporciona um lifting não cirúrgico: redução de rugas, diminuição da flacidez, melhorando muito a aparência da pele

Da Redação

 

ULTRAFORMER 3

 

Podemos definir a flacidez, de um modo simples, como a perda de tonicidade da pele e dos músculos. Isso ocorre quando as fibras de sustentação da pele – colágeno e elastina – começam a enfraquecer. E esse processo se inicia relativamente cedo. O cirurgião plástico Elson Adorno explica que já aos 25 anos nossa produção de colágeno começa a diminuir, o que se torna mais visível a partir dos 35 anos.

 

Segundo Adorno, a flacidez pode atingir homens, mas é um mal predominantemente feminino, principalmente devido a variações hormonais, que alteram a produção de colágeno e elastina.

Para combater a flacidez, o Ultraformer III surge como um tratamento. O método é não invasivo, sem cirurgia, surpreendente e moderno, com a mais recente tecnologia HIFU. “Proporciona um lifting não cirúrgico: redução de rugas, diminuição da flacidez, melhorando muito a aparência da pele. É capaz de tratar qualquer parte da pele tanto do corpo como do rosto”, destaca Adorno.

 

No rosto trata áreas como: testa, sobrancelhas, bochechas, mandíbula, queixo duplo, sulco nasogeniano, decote e pescoço. O tratamento traz como resultados:

* Rejuvenesce e fortalece a pele;

* Corrige linhas finas de rugas e flacidez da face;

* Corrige sinais de envelhecimento;

* Proporciona maior elasticidade da pele;

* Remodela o contorno do corpo;

* Corrige a flacidez da pele do corpo;

* Levantamento da pele;

* Na área do estômago, reduz os depósitos de gordura.

 

Elson Adorno afirma que com o passar do tempo a nossa pele perde a flexibilidade e vai ficando flácida. Essas mudanças visíveis no rosto e no corpo não acontecem apenas por causa da idade. A questão da flacidez também ocorre em pessoas jovens e pode ser causada pela genética ou por fator de perda e ganho de peso considerável.

O cirurgião diz ainda que a flacidez da pele também ocorre em muitas mulheres após a gravidez e geralmente na área abdominal. Mas a principal preocupação é como combater a flacidez, e isso é um desafio em nossos dias – normalmente, quando se pensa em uma solução para a flacidez, logo vem à mente um tratamento cirúrgico.

 

“No entanto, o tratamento com Ultraformer III pode ser uma ótima alternativa, o procedimento não é invasivo e é indicado para tratar flacidez e gordura localizada”, afirma.

 

Adorno afirma que após a primeira sessão, em uma hora já se pode notar a diferença na cintura. “Após o início do tratamento o resultado é progressivo até a 12ª semana, ou seja, mesmo após sair do consultório o seu corpo continua sentindo os efeitos do tratamento e apresentando melhorias”.

 

O tratamento é recomendado para tratar o excesso de depósitos de gordura ou gorduras localizadas que são difíceis de reduzir com dietas e exercícios, como os da área do estômago.

 

Ultraformer III utiliza alta freqüência de energia focada baseado em ultrassonografia que penetra nas áreas a serem tratadas, finamente sintonizada para profundidades precisas que estimulam a regeneração e, desta forma, estimulam a função do tecido. Os tecidos alvos são aquecidos até a temperatura específica necessária para induzir “lesão térmica”, que faz com que o colágeno se contraia e com o tempo produza colágeno novo e forte. “Tratamos a causa flacidez e não somente seus efeitos, como quando são feitos tratamentos que esticam a pele”, ressalta.

 

O cirurgião frisa que durante o tratamento o paciente sentirá pulsos quentes de energia de ultrassom sendo aplicados debaixo da pele, fazendo com que o colágeno e as camadas musculares se contraíam, sentirá um calor suave. Alguns pacientes sentem algum desconforto, mas outros relatam nenhuma dor com o tratamento.

 

Para pacientes sensíveis à dor, pode ser aplicado um creme anestésico no local a ser tratado, aplicando na área de 45 minutos a uma hora antes do procedimento. Mas o tempo de aplicação minimiza o desconforto, pois dependendo da área a ser tratada pode durar apenas 20 minutinhos a no máximo 50 minutos. Após o tratamento, o paciente pode voltar ao trabalho e a vida segue normalmente.

ULTRAFORMER 3

 

Contraindicação

O Ultraformer só não é indicado para pacientes com flacidez excessiva ou com grande quantidade de gordura, assim como pacientes que estejam muito bronzeados. Também se evita realizar esses procedimentos em pacientes com doenças graves como câncer, doenças de pele local e pacientes que chegam com a pele superbronzeada, mesmo sendo este um tratamento que atinge apenas os músculos, ficando a pele intacta.

Não será preciso nenhum procedimento básico de prevenção, a não ser no tratamento facial se o paciente tiver um histórico de herpes labial, pois terá de fazer uma prevenção antes e depois do procedimento com Aciclovir.

 

*Elson Adorno é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e em Cirurgia Plástica pelo MEC, preceptor do Programa de Residência Médica de Cirurgia Plástica do Hospital de Base de Rondônia, docente do curso de medicina do UNIVAG, diretor e coordenador do curso Advanced Trauma Life Support – ATLS, Núcleo Campo Grande/Cuiabá; instrutor do curso Pré Hospital Trauma Life Support, Núcleo Campo Grande; instrutor do curso Disaster Management and Emergency Preparedness Course – DMEP, Núcleo USP/HC-São Paulo e Instrutor do Curso Nacional de Normatização de Atendimento ao Queimado – CNNAQ.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Setembro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br