Cuiabá, 25 de Abril de 2019

RADAR NEWS
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2018, 15h:08

FAKE NEWS

TRE determina retirada de vídeo apócrifo contra Nilson e Taques

Da Redação

(Foto: Reprodução)

Nilson e Taques.jpg

 

O juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Jackson Coutinho, exigiu que Facebook e o Youtube retirassem do ar um vídeo apócrifo postado nas páginas do site ‘Lapada Lapada’ em que simula uma discussão entre o candidato a senador, deputado federal Nilson Leitão, e o governador Pedro Taques, candidato a reeleição, ambos do PSDB.

 

Caso a decisão seja descumprida, os donos do veículo de comunicação terão que pagar uma multa diária no valor de R$ 3 mil.

 

De acordo com o TRE, o vídeo é uma ‘propaganda eleitoral negativa ofensiva aNilson Leitão e Pedro Taques’, e não é possível confirmar a autoria dos dois. “Convenço-me da existência de indícios suficientes para a caracterização de propaganda eleitoral negativa a justificar adoção de medidas proibitivas”, diz o juiz, na decisão.

 

Nilson Leitão afirmou que as vozes não são nem dele e nem do governador, e lamentou que os adversários, num ato de desespero, soltem conteúdos apócrifos nas redes, com o objetivo de atrapalhar o processo eleitoral.

 

“A mudança inicia-se no comportamento, eu estou propondo uma campanha limpa, de conteúdo de interesse para a população mato-grossense, mas infelizmente os adversários acham que vale tudo para se ganhar eleição”, finalizou.

 

“Em 2014, quando o governador Pedro Taques assumiu o Estado, tinha R$ 900 milhões de dívidas e agora tem R$ 3 bilhões. Estes dados, inclusive, são oficiais. Ou seja, o governo fez com que constassem estes dados em relatório – na página 42 -, que foram enviados ao Tribunal de Contas. E a gente precisa encontrar um caminho para o Estado”, afirmou.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE