Cuiabá, 21 de Novembro de 2017

EFEITO DELAÇÃO

Sábado, 11 de Novembro de 2017, 13h:05 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Silval deixa PMDB após pedido de desfiliação no TSE

Da Redação

(Foto Reprodução)

Silval-delação.jpeg

 

Filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) desde 2002, o ex-governador Silval Barbosa deixou a sigla, em outubro, após solicitar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sua saída.

 

O ex-gestor estadual solicitou a desfiliação logo após a quebra de sigilo de sua delação premiada, ao Ministro Luiz Fux, ocasionar na divulgação do nome de todos aqueles apontados por Silval como cumplices de fraude aos cofres públicos.

 

 Entre os nomes delatados pelo ex-governador, estão desde colegas de partido como Carlos Bezerra, e o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. Como também, o ministro da Agricultura e da Pecuária, Blairo Maggi (PP), do qual foi vice-governador.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br