Cuiabá, 24 de Junho de 2019

RADAR NEWS
Quinta-feira, 23 de Maio de 2019, 16h:01

REPERCUSSÃO CONTINUA

Ministério publica nota de repúdio a desfile de crianças órfãs realizado em Cuiabá

Euziany Teodoro
Única News

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

A Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, do Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos do governo federal, sob o comando da ministra Damares Alves, também se manifestou a respeito do desfile de crianças órfãs, realizado em Cuiabá, na útima terça-feira (21).

O evento "Adoção na Passarela" está repercutindo de forma muito negativa esta semana, nacional e internacionalmente. Realizado pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) em parceria com a Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), o objetivo do evento era divulgar as ações do Ampara em prol da adoção, além de conscientizar sobre o assunto. No entanto, acabou sendo um tiro no pé.

As muitas críticas falam da exposição desnecessária das crianças, como "produtos", "animais a venda", "escravidão" e "gado".

Em nota pública, o Ministério defende a "proteção à exposição de sua identidade e as suas emoções", prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Confira a nota na íntegra

Nota pública: sobre o desfile promovido pela Comissão de Infância e Juventude da OAB-MT

Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente manifesta repudio com o desfile promovido pela Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil do Mato Grosso (OAB-MT), nesta terça-feira (21).

O Estatuto da Criança e do Adolescente atribui à sociedade e ao Estado o dever de proteger integralmente crianças e adolescentes, o que inclui a proteção à exposição de sua identidade e as suas emoções.

O Ministério reafirma seu compromisso com a garantia dos direitos da criança e do adolescente, dentre eles, o direito à adoção por meio de ações que assegurem, prioritariamente, o bem-estar da criança e do adolescente nessa situação.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE