Cuiabá, 21 de Agosto de 2018

SOB ALGUMAS CONDIÇÕES

Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2018, 19h:19 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Gallo diz que Banco Mundial compra dívida, mas sem RGA para servidores

Da Redação

(FOTO: ROGER PERISSON)

Rogerio Gallo1.JPG

 

O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, revelou que o Banco Mundial condicionou a compra de uma dívida internacional de Mato Grosso à não-concessão da Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores públicos do Estado, neste ano.

 

Nos últimos meses, o Governo tem tido dificuldades em realizar os pagamentos semestrais da dívida contraída junto ao Bank of America. Em março, vence uma nova parcela, de aproximadamente R$ 150 milhões. E a possibilidade que Banco Mundial assuma essa dívida e renegocie o pagamento com o Poder Executivo, diminuindo a taxa de juros e alongando o prazo para quitação, daria ao Estado, o fôlego financeiro que ele precisa hoje.

 

Essa tratativa vem sendo realizada há algum tempo e o Banco Mundial já apontou que o não-pagamento da RGA é uma das medidas que precisam ser adotadas pelo Governo.

 

Ainda conforme o secretário, o Executivo vive hoje um quadro fiscal de muita dificuldade e qualquer incremento nas despesas obrigatórias corre o risco de não ser honrado.

 

 “O Estado tem hoje uma condição de pagamento absolutamente fragilizada e vulnerável. Qualquer aumento, qualquer pressão sobre despesas obrigatórias, não teremos condição e nem capacidade para honrar”, afirmou ele. 

 

Apesar de ter antecipado a possibilidade de não-concessão da RGA, o secretário afirmou que o assunto ainda será debatido com o Fórum Sindical, entidade que reúne sindicatos do funcionalismo público.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. julho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br