Cuiabá, 23 de Janeiro de 2019

RADAR NEWS
Quinta-feira, 08 de Novembro de 2018, 11h:41

AUMENTO PREOCUPA BOLSONARO

Elevação em salários no STF contou com votos de senadores de MT

Da Redação

(Foto: Montagem/Ilustração)

senadores de MT-2018.jpg

 

 

Por 41 votos a 16, foi aprovado nesta quarta-feira (7), o projeto que aumenta em 16% os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Os três senadores por Mato Grosso - Cidinho Santos (PR), José Medeiros (Podemos) e Wellington Fagundes (PR) - estão entre os que votaram a favor do aumento. 

 

Em caso de aprovação de Michel Temer - pois a sanção é uma prerrogativa do presidente da República -, o reajuste de 16,38%, vai elevar de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil os salários dos ministros e causará um efeito cascata no país. Já que diversas carreiras, com os procuradores dos Estados, têm salários reajustados bom base no vencimento dos membros da Suprema Corte. O teto para os salários dos servidores públicos também é calculado com base neste valor.

 

Segundo cálculos de consultorias da Câmara e do Senado, o reajuste poderá causar um impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas.

 

Nesta quarta, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que este não era o “momento” de se ampliar despesas. E vê o aumento de gastos “com preocupação”. Ainda assim, o senador Medeiros, eleito deputado federal nestas eleições e que participou como cabo eleitoral de Bolsonaro, no segundo turno das eleições, possivelmente sem consultar o chefe, votou a favor da elevação dos salários dos ministros do STF.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



VÍDEO PUBLICIDADE