Cuiabá, 23 de Março de 2019

RADAR NEWS
Segunda-feira, 16 de Abril de 2018, 10h:37

ENTREGUE POR SILVAL

Conselheiro afastado diz que sua vida virou 'um inferno' e está envergonhado

Da Redação

(Foto: Arquivo/TCE-MT)

conselheiro valter albano - 2 (1).jpg

 

O conselheiro afastado do Tribunal de Contas (TCE-MT), Valter Albano, não está contente com a demora do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF) em julgar um recurso que pede para retornar ao órgão.

 

“Vivo um verdadeiro calvário de exposição midiática, pessoal, profissional e familiar, constituindo um verdadeiro martírio absolutamente injustificável, que não pode perdurar indefinidamente. Minha vida virou um inferno, não posso sair à rua, frequentar um restaurante ou mesmo um shopping de vergonha por algo que não cometi”, diz trecho da petição assinada em 21 de março.

 

Além de Albano, outros quatro conselheiros do TCE-MT (Sérgio Ricardo, José Carlos Novelli, Antonio Joaquim e Waldir Teis) foram afastados na ocasião, pela suspeita de terem recebido propina de R$ 53 milhões do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) para, em troca, dar pareceres favoráveis às contas do político e de não colocar entraves nas obras da Copa do Mundo de 2014. Todos são investigados na operação Malebolge.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE