Cuiabá, 17 de Dezembro de 2018

ELEIÇÕES 2018

Terça-feira, 12 de Junho de 2018, 08h:02 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Sachetti diz que Senado é o lugar indicado para grandes discussões e mudanças

Luana Valentim e Marisa Batalha

(Foto: Câmara Federal)

deputado adilton sachetti.jpg

 

Nesta segunda-feira (11) no programa Chamada Geral de Lino Rossi, na Mega FM,  o deputado federal Adilton Sachetti (PRB), afirmou que os brasileiros precisam sair de sua ‘zona de conforto’, se quiser realizar uma mudança radical no país, em particular contra a corrupção.

 

‘Nosso país precisa mudar, realizar uma reforma, antes que ele vá para o buraco. Hoje metade do que a gente gera vai para a máquina pública, daqui a pouco seu peso ficará insustentável’, completa o deputado.

 

Adilton deixou em outubro de 2017 o Partido Socialista Brasileiro (PSB), por discordar da  proibição da direção nacional da legenda de que seus políticos votassem a favor da Reforma Trabalhista e, claro, em favor do gover Temer. O que não foi seguido por Sachetti e, nem tampouco, pelo deputado federal da mesma sigla, Fábio Garcia. Em março, ingressou no Partido Republicano Brasileiro (PRB) e Garcia se filiou ao DEM.

 

Candidato ao Senado, o deputado federal Adilton Sachetti acredita que hoje é muito mais importante extinguir leis existentes e enxugar, do que fazer novas, ampliando mais exigências. Pois isto significaria mais burocracia, mais fiscalização desnecessária e mais intromissão no Estado.

 

‘Temos que reduzir a burocracia do Estado, as regras para os empresários para que possam ter êxito em seus empreendimentos. Nesse sentido a Senatória é o grande lugar para discutir as questões maiores do nosso país e do Estado’.

 

Lembrando que os cargos a serem disputados – em particular o Senado da República – exige uma experiência bem longe dos ímpetos da juventude e próximo ao conhecimento de causa das necessidades do Estado que a gente representa, ‘para que possamos, de fato, nos posicionar em favor da pulação e de suas necessidades’.

 

Sachetti ainda lembrou na entrevista do quanto as rede sociais que ajudam até a baratear os custos de uma candidatura, no entanto, vem se mostrando, em algumas situações em meio ao descontentamento do brasileiro com a política e com a corrupção, até uma face perigosa, por isso sua utilização necessita atualmente de muita de cautela, devido ao aumento das informações fakes que vêm circulando nas mais variedades redes sociais. Muitas vezes expondo pessoas e ideias que não são desta ou daquela pessoa.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Nov 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br