Cuiabá, 11 de Dezembro de 2019

POLÍTICA
Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 10h:23

OPORTUNIDADE

Projeto propõe a inserção de pessoas em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho

Única News
Da redação

(Foto: Gcom-MT)

Garantir qualificação profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade social é uma das propostas que o deputado Max Russi (PSB) apresentou em sessão da última terça-feira (26) na Assembleia Legislativa. A intenção do Projeto de Lei n°1234/2019 (Veja a íntegra aqui) proposto pelo parlamentar, é estimular práticas e medidas de inserção no mercado de trabalho.

Segundo o deputado, essa prática será possível pela“Política Estadual de Qualificação Social e Profissional”, que tem o objetivo implementar ações que possam contribuir no crescimento pessoal do trabalhador, como também aplicar orientações sobre estratégia de desenvolvimento local e regional.

Conforme Max Russi, o projeto também pretende contemplar beneficiários de programas sociais como forma de contribuir para inclusão social. Na prática, a finalidade é proporcionar ao cidadão qualificações em diversas áreas que possam agregar conhecimento e, através dessa oportunidade, aumentar suas chances na conquista de um emprego.

“Precisamos estimular e colocar em prática meios, para que as pessoas possam encontrar uma forma de trabalho. Nesse tempo de crise apenas as mais preparadas conseguem conquistar uma vaga. Às vezes os menos preparados precisam apenas de uma oportunidade para se qualificar” argumento o deputado.

O deputado Max Russi acredita que cada vez mais a competitividade no mercado de trabalho vem aumentando. Ele lembra que até as pequenas e médias empresas exigem conhecimentos e isso reflete, de forma direta, na produtividade e no desenvolvimento econômico. 

“Nosso Estado tem muitos meios de produção e a intenção é beneficiar pessoas de todos os lugares. Quero minimizar a desigualdade e tenho certeza devque essa será mais uma vitória que beneficiará nosso povo”, explica.  

O direcionamento do programa terá como uma das prioridades contemplar trabalhadores autônomos, rurais e da pesca, assalariados, mulheres vítimas de violência, pessoas desempregadas ou beneficiárias do seguro desemprego, dentre outros.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE