Cuiabá, 22 de Novembro de 2017

EM RESPOSTA

Terça-feira, 14 de Novembro de 2017, 19h:03 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Presidente do PSDB assegura que Taques não deixará a sigla

Por Lara Belizário/ Única News

(Foto: Reprodução Internet)

Paulo Borges PSDB

 

Durante entrevista ao Jornal do Meio Dia, na tarde desta terça-feira (14), o novo presidente do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o ex-vereador Paulo Borges, confirmou que houve uma conversa entre o deputado federal, Nilson Leitão, e o governado Pedro Taques, no entanto, esclareceu que desconhece os assuntos tratados durante a conversa. E, ainda, desacreditou na possibilidade de saída do governador da sigla.

 

"Após a reunião - que indicou o nome de Paulo para a presidência da sigla - o deputado Nilson Leitão teve uma conversa com o governador. Pela imprensa, fiquei sabendo que essa conversa foi dura. Já em conversa com o deputado, ele afirmou que não passou de algo corriqueiro, natural. Ele foi levar para Taques a decisão do partido, onde foi colocado o nosso nome como consenso", declarou.

 

Desde o início do mês, algumas especulações sobre a saída de Taques da sigla começaram a possível desavença teria se iniciado após Leitão manifestar interesse em ser candidato ao Senado Federal, nas eleições de 2018.

 

Durante a posse do novo presidente, no último dia 10, o deputado já havia se posicionado sobre o assunto negando a desavença e afirma que Taques não deve deixar o partido. “Recebi - a informação sobre a possível saída de Taques - como um posicionamento momentâneo. Não acredito que essa seja à vontade dele. Talvez seja algo colocado naquele momento", disse Nilson Leitão.

 

Na entrevista, o presidente da sigla declarou que, no momento, responde por toda sigla e que, por isso, sua missão será chegar a um diálogo, entendimento e conciliação. E, ainda, declarou que não adianta conversar sem a presença do governador.

 

"Vamos ouvir qual é o problema e qual rusga existe. A partir do momento que soubermos do que realmente se trata vamos conversar, dialogar e achar uma solução em que o governo e o partido saiam ganhando", declarou.

 

O presidente ainda afirmou que não acredita que o governador deixe a sigla. "Acho que não sai, é muito difícil. O partido o recebeu de braços abertos, hoje somos o protagonista no Estado. O partido vive hoje uma grandiosidade de filiados, representantes e tem todas as condições de dar o suporte necessário para o projeto de reeleição do governador", declarou. (Com informações do Jornal do Meio Dia)

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br