Cuiabá, 19 de Setembro de 2018

PSDB EM CRISE

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2017, 08h:00 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Presidente afirma que críticas de Leitão a Taques não representam o partido

Por Lara Belizário/ Única News

(Foto: Reprodução Internet)

Paulo Borges PSDB

 

Durante entrevista a uma rádio na Capital, na última terça-feira (28), o presidente do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Paulo Borges, afirmou que as críticas à gestão estadual realizadas pelo deputado federal, Nilson Leitão, não representam o partido. E, garante que o apoio à reeleição do governador Pedro Taques nas próximas eleições é prioridade da sigla.

 

Durante visita à região norte no Estado, na última semana, Leitão teria realizado diversas críticas ao gestor estadual e a maneira como ele veem conduzindo a Saúde em Mato Grosso. Questionado, o presidente da sigla afirmou que existe algumas diferenças entre o deputado e o governador, principalmente na região que ele representa.

 

"Ele (Nilson Leitão) não fala mais como presidente do partido, e sim como deputado federal pela região dele. Entendemos que cada um pensa de um jeito, respeitamos essa crítica. No entanto, acreditamos na gestão do governador e nessa condução da Secretaria de Estado de Saúde pelo secretário Luiz Soares", afirmou.

 

Sobre os últimos desentendimentos entre Leitão e Taques, o presidente da sigla afirmou que o partido está no meio desse imbróglio, tentanto resolve-lo. Segundo Borges, Para isso será necessário fazer o governador entender a posição do sigla. E, também, ajudar os filiados a compreenderem a situação que o gestor estadual se encontra, "como ele pegou o Estado ou como está conduzindo toda essa situação, com processo democratico, transparente e de transformação".

 

"Então estamos fazendo isso. Vamos buscar essa unidade partidária. Tenho certeza que tanto o deputado quanto o governador querem o melhor para o Estado. Isso vai se ajeitar e nós vamos trabalhar por um Mato Grosso melhor", declarou.

 

Segundo Borges, a candidatura de Leitão como senador, foi um pleito do partido, do grupo que lançou o Leitão, ou qualquer um que possa viabilizar seu nome para o senado. No entanto, não descartou que a ideia de ter mais representates da sigla na gestão estadual é um dos objetivos da sigla.

 

"É Lógico que eu quero ver o governador reeleito, um senador, e mais deputados federais e estaduais da sigla na gestão. Então vamos trabalhar nesse sentido, para que o partido tenha uma representatividade bastante razoável em Mato Grosso", afirmou.

 

Questionado sobre a possibilidade de um segundo nome para o governo, caso Taques não queira se candidatar para uma reeleição, Borges declarou que isso não deve acontecer. "Não temos outro projeto a não ser a reeleição do governador. Pois, não acredito que o Pedro Taques saia nas próximas eleições a outro cargo que não seja o do governo". (Com informações da rádio Capital Fm 101.9)

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Agosto 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br